Versos inesquecíveis da música popular brasileira

Por Alexandre Inagakidomingo, 02 de março de 2008

Top 5 Cenários de Amor:

1. “Eu era lixeiro e você empregada/ A gente se olhava e se encontrava na mesma calçada/ E todos os dias você vinha sorrindo/ E eu às pressas contente/ Pra você lhe pedindo/ Um abraço e um beijo/ Você não pode negar/ Pois sua lata de lixo/ Sou eu quem vou carregar” (“O Lixeiro e a Empregada”, Amado Batista)

2. “Quem dera ser um peixe/ Para em teu límpido aquário mergulhar/ Fazer borbulhas de amor pra te encantar/ Passar a noite em claro/ Dentro de ti/ Um peixe para enfeitar de corais tua cintura/ Fazer silhuetas de amor à luz da lua/ Saciar esta loucura/ Dentro de ti” (Fagner na regravação de “Borbulhas de Amor”, singelíssima composição de Juan Luís Guerra, conforme bem lembrou o Gravatai)

3. “Se de repente/ A gente encontra alguém na rua/ Pode acabar até envergonhando a lua/ Num desses lances muito loucos/ Que acabam num quarto de motel/ E às vezes basta/ A porta aberta do banheiro/ Uma tremenda brincadeira no chuveiro” (“Escancarando de Vez”, Elymar Santos – o título dessa música é simplesmente demais)

Beth Guzzo, cantora e filha da saudosa Vovó Mafalda.4. “Então eu corro e abro a porta quase seminua/ A roupa transparente ali mesmo na rua/ Me agarro nele e espanto a solidão/ Então a gente logo entra na boléia/ É um velho costume, uma nova idéia/ A gente faz amor no caminhão” (“Amor e Paixão”, Beth Guzzo – também conhecida como a filha de Valentino Guzzo, o ator que interpretava a saudosa Vovó Mafalda do programa do Bozo)

5. “Minha vida é um flash/ De controles, botões anti-atômicos/ Olha bem, meu amor/ No final da odisséia terrestre/ Sou Adão e você será/ Minha pequena Eva/ O nosso amor na última astronave/ Além do infinito eu vou voar/ Sozinho com você…” (“Eva”, versão cometida originalmente pelo Rádio Táxi a partir de uma música composta pelo italiano Umberto Tozzi)

* * * * *

Top 5 Mar de Metáforas:

1. “Você na foto toda nua/ Num banho de lua/ Meu cartão postal/ Meu corpo deu sinal” (Exaltasamba, numa imagem de elegância primorosa cometida em seu “Cartão Postal”)

2. “Alô doçura/ Me puxa pela cintura/ Tem tudo a ver o teu xaxim/ Com a minha trepadeira” (Rita Lee, “Pega Rapaz”)

3. “Como se eu fosse flor você me rega” (Ivete Sangalo, cometendo uma elegia involuntária – ou não – ao golden shower em “Flor do Reggae”)

4. “Eu achei que o amor fosse mole/ Algo assim feito requeijão” (Lulu Santos, em sua tenebrosa cover de “I’m a Believer” dos Monkees)

5. “Grilo na cuca/ Meu coração é uma bomba atômica/ Minha canção é super, super sônica/ Minha cabeça está pegando fogo, fogo, fogo” (Dudu França, ex-apresentador do programa Vamos Nessa no SBT e intérprete do one-hit wonder “Grilo na Cuca”)

* * * * *

Top 5 Duplo Sentido:
Sandro Becker, mestre dos forrós de duplo sentido.1. “Tico-Tico é um gato que a Maria quer bem/ Não dá, não vende nem troca e não empresta a ninguém/ O Tico tem um defeito que nem dá pra consertar/ O defeito do Tico/ É danado pra miar/ Tico mia na sala, tico mia no chão/ Tico mia na cozinha, encostado no fogão/ Tico mia no tapete, tico mia no sofá/ Tico mia lá em casa toda hora sem parar” (Sandro Becker, “O Tico-Tico”)

2. “A pipa do vovô não sobe mais/ Apesar de fazer tanta coisa/ O vovô foi passado pra trás/ Ele tentou mais uma empinadinha/ A pipa não deu nenhuma subidinha” (Silvio Santos, “A Pipa do Vovô”)

3. “Vamos abrir a roda, enlarguecer/ Tá ficando apertadinha, por favor/ Abre a rodinha, por favor/ Abre a rodinha, por favor/ Abre a rodinha” (Sarajane, “A Roda”)

4. “O Saci perguntou e ele respondeu/ Quem é Seu Cuca?/ Seu Cuca é eu/ Seu Cuca é eu!” (Seu Cuca, “Forrock do Seu Cuca”)

5. “Eu nunca tinha visto umbu ser tão grandão/ Mas quando botei na boca foi uma decepção/ Eu nunca vi umbu ser tão azedo, umbu ser tão azedo” (Palhaço Caçarola, descrevendo com elegância ímpar suas experiências com o sabor de uma fruta em especial no forrozão “Umbu Azedo”, que pode ser conferido em todo o seu lirismo em um vídeo no YouTube)

* * * * *

Top 5 Versos Romanticozinhos:

1. “Passamos juntos um dia de amor/ Você na cama gemendo sem ter dor/ E eu olhava pra ti e sorria/ Eu te queria/ E te chamei o tempo todo de amor/ Duzentos contos foi você quem me levou” (Cláudio Brega, “Te Dou Amor, Mas Não Aceito Cheques”)

2. “Estou arrependido de um dia ter sofrido/ Por uma mulher tão feia/ Você não merece amor/ O carinho que eu te dou é a chave da cadeia/ Agora vá pra cadeia/ Porque o mundo é moderno/ Já que eu não te quero mais/ Vá morar com satanás lá nas grades do inferno” (Carlos Alexandre, “Vá Pra Cadeia”)

3. “Não alimento amor por telefone, isso é ilusão/ Não adianta falar de amor ao telefone, isso é ilusão/ Pra que tanto telefonema se o homem inventou o avião/ Pra você chegar mais rápido ao meu coração” (Jota Quest em “Tele-Fome”, que além de seus singelos versos ainda é forte candidata ao posto de nome de música com o trocadalho do carilho mais infame de todos os tempos)

4. “Eu já nem lembro bem/ Da primeira vez que eu dei” (Kid Abelha, “Agora Eu Sei”, uma singular composição sobre problemas de memória)

5. “Eu já tentei mudar/ Fazer com outro amor/ Mas juro que estranhei/ Gozar eu não gozei/ Meu mundo acabou/ Uooou, uoooou/ Aquele amor filho da puta me deixou” (Wando, honrando sua fama de mestre em um dos melhores títulos de músicas de todos os tempos: “Amor Filho da Puta”)

* * * * *

Top 5 Merchandisings Tabajara:

Capa do disco em que Almir Rogério posa com seu Fuscão Preto.1. “Fuscão preto/ Você é feito de aço/ Fez o meu peito em pedaços/ Também aprender a matar/ Fuscão preto/ Com o seu ronco maldito/ Meu castelo tão bonito/ Você fez desmoronar” (Almir Rogério, cantor e compositor de “Fuscão Preto”, sucesso estrondoso na época em que foi lançado, a ponto de ter inspirado a produção de um longa-metragem homônimo em 1983 com Xuxa Meneghel encabeçando seu elenco)

2. “A sua vida é dura/ Você vende Natura/ Para sobreviver” (Os Magos do Brega, “Arrumadeira de Motel”)

3. “Já lasquei a boca/ Na queda de patinete/ Semana passada/ Bateram no meu Chevette (…)/ Entraram na minha casa/ E roubaram meu Playstation/ E é tanta coisa ruim comigo/ Mas eu não me queixo” (O Surto, “Triste Mas Eu Não me Queixo”, versão que assassinou “Californication”, dos Red Hot Chili Peppers, com requintes de crueldade)

4. “Quando andar de skate cuidado se o cachorro late/ E não deite antes de escovar o dente com Colgate/ Se seu pai fala alto, não peite senão ele te bate/ Por educação quando mijar não peide com cheiro de mate”  (De Leve, “Tio de Leve”)

5. “Tremendo dum bagulho e ainda se acha sexy/ Gastou com as vagabundas um talão de cheques/ Cebolão do Paraguai e disse que é Rolex/ Só deu uma topadinha e já tomou um Dorflex” (Raimundos, “Fique, Fique”)

* * * * *

Top 5 Ema Ema Ema o Nosso Forte é a Rima:

1. “Até o sol nascer amarelinho/ Queimando mansinho cedinho/ Corre e vá dizer pro meu benzinho/ Um dizer assim/ O amor é azulzinho” (Djavan, “Azul”)

2. “Vou dar então um passeio pelas praias da Bahia/ Onde a lua se parece com a bandeira da Turquia” – (Ira!, “Vida Passageira”)

3. “Você é a escada da minha subida/ Você é o amor da minha vida” (Cogumelo Plutão, exemplo contumaz de como uma banda não deve ser batizada, no único sucesso de sua carreira, “Esperando na Janela”)

4. “Nada vai me fazer desistir do amor/ Nada vai me fazer desistir de voltar todo dia pro seu calor” (Jorge Vercilo, “Que Nem Maré”)

5. “Alô, alô, Ricardão/ Preste atenção/ Estou tão sozinha/ Fiquei na mão/ Toda arrepiada com muita aflição/ Meu marido broxou/ Você é a solução” (Funk Brasil & Tião Macalé, “Melô do Ricardão”)

* * * * *

Top 5 Tradutores Traidores:

1. “Azul/ A nossa lua azul/ Que faz a gente se olhar/ E ter vontade de amar” (Jane & Herondy, dupla que batia ponto nos programas de auditório apresentados por nomes como Barros de Alencar, Bolinha e Carlos Imperial, em uma versão inolvidável de “Blue Moon”)

2. “Sônia, chega mais aqui e fica bem juntinho/ Sônia, vamos nessa festa fazer um trenzinho/ Você na frente e eu atrás/ E atrás de mim um outro rapaz/ Sônia, que loucura!” (Léo Jaime, “Sônia”, em versão pra lá de tropicaliente de “Sunny”, canção de Bobby Hebb)

Perla, a legítima cantora paraguaia.3. “Vem comigo no meu barco azul/ Vou te levar pra navegar/ Nos rios da Babilônia/ (…) eu vi touros de asas de ouro/ Eu vi torres, templos de ouro/ Starela, deusa da noite do luar” (Perla, “Rios da Babilônia”, singela regravação de “Rivers of Babylon”, do grupo Boney M.)

4. “O que é imortal/ Não morre no final” (Sandy & Júnior, “Imortal”, hit de sucesso da ex-dupla de dois flagrada em um verso pleonasticamente redundante desta versão transposta para o idioma luso-português da canção musical “Immortal”, dos Bee Gees)

5. “Hey Jude, não fique assim/ Sabe, a vida ainda é bela/ Esqueça de tudo que aconteceu/ Amanhã será um novo dia/ Hey Jude/ Pra que chorar/ Por alguém que não te ama/ Se o mundo agora te faz sofrer, tudo vai passar/ Você vai ver…” (Kiko Zambianchi, que com sua regravação de “Hey Jude” fez tanto mal para os Beatles quanto o casamento de John com Yoko)

* * * * *

Top 5 Aserejês Prugurunduns:

1. “Foi sem querer/ Que derramei toda emoção/ Undererê/ E cerquei seu coração/ Undererê/ Me machuquei, te feri, não entendi/ Undererê” (Eliana de Lima, “Desejo de Amor”)

2. “Tem ovo chocando com todo cuidado/ Tem ovo de Páscoa, tem ovo estalado/ Tem ovo de pato, tem ovo de pombo/ Tem ovo de tudo, até ovo de Colombo/ Meu ovo, meu ovinho/ Ié ié ié/ Piu piu/ Ié ié ié/ Piu piu piu” (Sergio Mallandro & Fausto Silva, parceria retumbante da MPB, no trepidante “Rap do Ovo”)

3. “Eu não sei o que acontece/ Quando eu canto esta canção/ Todo mundo enlouquece/ É uma grande confusão/ As meninas gritam tanto/ Quando dançam sem parar/ E a moçada toda junta/ Começa a cantar/ Taka taka taka/ Taka taka taka kataka” (“Melô do Taka Taka”, um dos sucessos de Nahim, notabilizado por suas participações no Qual é a Música do Silvio Santos)

4. “É no balanço da cama/ Nhec, nhec/ Roinc, roinc” (Companhia do Pagode, na onomatopéica “No Balanço da Cama”)

5. “Preta, fala pra mim/ Baracundé Cundé Cundô/ Fala o que você sente por mim/ Oi oi oi ô” (Beto Barbosa, o inolvidável Rei da Lambada, em seu sucesso “Preta”)

* * * * *

Top 5 Concretinismos Pascoais:

1. “Obi, Obi, Obá/ Que nem zen, czar/ Shalon/ Jerusalém, z’oiseau/ Na relva rala/ Meu arerê/ Tombara/ Ali, Alá/ Logo além/ Nem lá/ Logum/ Pra cá ninguém faraó” (Djavan, “Obi”)

2. “Macha fêmeo macha fêmeo fêmeo macha/ Cérebra caralha baga saca pescoça prepúcia ossa/ Nádego boceto têto côxo vagino cabeço boco/ Corpa moço dentra foro moça/ Orgasma coita palavro sexa goza/ Liberal gerou” (Arnaldo Antunes, “Macha Fêmeo” – em um texto dedicado a essa mesma música, Ruy Goiaba reproduziu um preciso comentário atribuído a André Barcinski: “essa música é um merdo”)

Luiz Caldas, baluarte do axé de várzea, do axé de raiz.3. “Pára de transar odé eu não/ Pára de comer Adão eu não/ Isso é armação do Zé, né não?/ É 171 odé de Adão” (Luiz Caldas, representante old school da classic axé, na singela “Odé e Adão”)

4. “Ai tricolor colar/ Ás de macaratu/ No azul de Zanzibar/ Ali meu coração/ Zuniu no gozo dela/ Ai mina aperta minha mão/ Alá meu only you/ No azul da estrela” (A Cor do Som, “Zanzibar”)

5. “Pé de xique-xique, pé de flor/ Relabucho, velório/ Videogame oratório/ High-cult simplório/ Amor sem fim, desamor/ Sexo no-iê/ Oxente, oh! Shit/ Cego Aderaldo olhando pra mim” (Chico César, A Prosa Impúrpura do Caicó)

* * * * *

P.S. 1: Como diria Byafra, “dentro do bombom tem um licor a mais”. Certamente deixei de citar muitos dos versos mais lapidares da nossa MPB neste artigo, baseado em um post que publiquei originalmente em julho de 2004. Deixo o espaço dos comentários aberto para quem quiser contribuir com mais pérolas do nosso cancioneiro popular…

P.S. 2: Confiram a parte II deste post: Mais versos bizarros, inusitados e inesquecíveis da MPB!

Pense Nisso!
Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista, consultor de projetos de comunicação digital, japaraguaio, cínico cênico, poeta bissexto, air drummer, fã de Cortázar, Cabral, Mizoguchi, Gaiman e Hitchcock, torcedor do Guarani Futebol Clube, leonino e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos, não necessariamente nesta ordem.

Categorias:

Comentários do Facebook

Comentários do Blog

  • Gblsk8

    o que enlouquece e roubar para sobreviver e ser preso pra nao morrer pens nisso
    ai nao vai pensar que pensar pode enlouquecer

  • Camila

    que ridiculo

    • Came14

      e odiei

  • caca

    o que vcs mostraram foi ridiculo

  • Amancios

    Prezado Alexandre. Há alguns anos, o jornalista Artur Xexéo fez algo parecido na revista de O Globo. Os comentários dele, sobre as bizarrices poéticas dos nossos compositores, eram engraçadas iguais as suas. 

  • http://sorocaba felipe de aumenda silva

    A vida é para todos viver mais essiste muinto mau nesse brasil porque O siLÊNcio é necessario,violencia é consequÊNCIA DO Futuro.

  • http://www.greatrace.com/blogging/corky-coker Corky Coker

    Arghhh nail biting stuff! What happens next? Major cliff hanger, LOVE IT! Nice six x

  • http://www.youtube.com/watch?v=6b_3-oWp2vw Antioch Ca Real Estate

    However, if the govt does not issue bonds will it still have a mechanism by which it can stop the cash rate from approaching zero ?

  • http://pensarenlouquece.com/2008/03/02/versos_inesqueciveis_da_musica_popular_b/ laah

    ÃNHH NADA A V
    + GOSTEI POUCO KKKKKKKKSHUSHUSHUSHSUASHUASHUASHAUSHUASHUASHUA

    • Com

      nosa que patetico

  • http://36585898 yvani

    oi eu quero sabe se tem versos diferente pra mim

  • regina

    EU AIDA NAO SEI O QUE E ISO

  • Clara

    É inegável que existem certas “atrocidades” em muitas letras de canções brasileiras; mas a generalização,isso sim é uma aberração. Julgar músicas sem ter um conhecimento mínimo de processo de construção, licença poética, linguagem trocadilhesca, figuras de linguagem, contexto situacional é injusto e ignorante. Equiparar Humberto Gessinger a Rodolfo e ET só prova muita ignorância. Parabólica, por exemplo, é uma música com influência cultista, do Barroco; daí os paradoxos e as assonâncias, julgando a paternidade como algo complexo. Não é por que vocês não entendem que não faz sentido.

  • http://185000 tamires

    nap

  • http://www.clubpinguin.com sabrina

    pocha vcs mandaram bem conseguir criar uma musica pra minha banda O brigado

  • http://seila mikael

    muito doido esses versos

  • ayana

    o mundo da mil voltas agente vai se encontrar quero na volta da vida a tua boca beijar

  • http://pensarenloquece antonio martins

    onde estao os versos, ciume ciume ciume louco reboco da parede da paixao

  • http://pensarenloquece antonio martins

    onde está os versos,(ciume ciume ciume louco reboco da parede da paixao

  • http://poetapaulo.omeu.com.br Paulo de Andrade

    Lindos versos uma canção nos traz,
    Com a voz do Roberto Carlos Braga pra começar,
    Quem quiser me mostre outra melhor,
    Que aquela “Eu te amo, te amo, te amo,
    Como a “Sua Estupidez” pude nessa canção me inspirar.
    Do poeta: Paulo de Andrade

  • http://poetapaulo.omeu.com.br Paulo de Andrade

    Do poeta: Paulo de Andrade
    E-mail: ORKUT – MSN =
    poetapaulo2410@hotmail.com
    Tel: 21 26768752
    Como não canto,só encanto,
    Por não saber nem mesmo cantar,
    Com meu pensamento,
    Canto pra melhor me inspirar.
    Mais de sete mil poesias inspirei,
    Algumas eu pude registrar,
    Das quais deixo nos meus recados orkut,
    Pra quem quiser comentar.
    Preciso de um empresário,
    Que possa querer me ajudar,
    Quem sabe com a sua voz,
    Eu possa o sucesso conquistar.
    Desde o tempo da Jovem Guarda,
    Que eu vivo a me inspirar,
    Diante da beleza nua,
    Por quem eu pude me apaixonar.
    Da janela vejo a morena,
    Que cresceu se fez uma linda mulher,
    Era ainda muito jovem,
    Ela se exibia nua sem nada esconder.
    Como um poeta de talento,
    Nela eu pude de fato assim me inspirar,
    Ela ocultou essa verdade,
    Quando nua se exibia sem se intimidar.

  • http://poetapaulo.omeu.com.br Paulo de Andrade

    Como não canto,só encanto,
    Por não saber nem mesmo cantar,
    Com meu pensamento,
    Canto pra melhor me inspirar.

    Mais de sete mil poesias inspirei,
    Algumas eu pude registrar,
    Das quais deixo nos meus recados orkut,
    Pra quem quiser comentar.

    Preciso de um empresário,
    Que possa querer me ajudar,
    Quem sabe com a sua voz,
    Eu possa o sucesso conquistar.

    Desde o tempo da Jovem Guarda,
    Que eu vivo a me inspirar,
    Diante da beleza nua,
    Por quem eu pude me apaixonar.

    Da janela vejo a morena,
    Que cresceu se fez uma linda mulher,
    Era ainda muito jovem,
    Ela se exibia nua sem nada esconder.

    Como um poeta de talento,
    Nela eu pude de fato assim me inspirar,
    Ela ocultou essa verdade,
    Quando nua se exibia sem se intimidar.

    Sem razão brigou comigo,
    Contra o mundo ela me jogou,
    Se uniu a maldade alheia,
    E na justiça me condenou.

    Vinte anos agora ela tem,
    E ainda do seu erro não vi se desculpar,
    Passa por mim nem me liga,
    Como eu pude essa morena perdoar.

    Ela me xinga a cada briga,
    Com um tapa na cara me faz de bôbo,
    Não sei ainda qual é o seu jôgo,
    Sendo ela a minha única amiga.

    Que melhor eu tive na vida,
    Como ela pôde sem razão comigo brigar,
    Se a distância só me fez,
    Mais ainda por ela de fato me apaixonar.

  • tania

    desde quando sorrir é ser feliz,com tempo ruim todo mundo tambem da bom dia!!!!!!!!!

  • BILA

    Como citado, depois do casamento de John com Yoko(desgraça) a versão de Hey Jude, foi umas das maiores atrocidades cometida com uma obra do Beatles, mas John ainda continuou sofrendo e deve ter se revirado no túmulo quando a Simone lançou:

    “Então é Natal, e Ano Novo também;
    Que seja feliz….”

    Isso, pra mim, chega a ser maldade, um verdadeiro assassinato a uma obra tão linda de um dos gênios da música, o John.

    R: Putz. Bila, por que você me fez lembrar desses versos? “Então é Natal, e o que você fez? O ano termina, e nasce outra vez”. XX( Nhé!

  • jeison

    o que e isso… isso e uma porca…

  • http://mariadasilvagaspa@yahoo.com maria da silva gaspar

    gostei dos versos porfavor envi alguns versos para mim goston muito tenha son pelo menos um pouco de paciencia par me mandar por amor

  • Áurea

    Ola, gostaria que me ajudasse a descobrir um cantor… ‘ele’ canta a musica conquista de claudinho e buchecha e é goiano. Por favor me mande a resposta pelo email, muito obrigada!

    R: Áurea, não sei de quem você está falando. Espero que algum dos comentaristas possa lhe auxiliar!

  • http://hbehhehehehe luiz da conceição

    quiero vc

  • eriberto

    versos
    muito criativos
    como esse
    amigo e amar
    amigo e viver
    amigo e amigo
    meus amigos sao vcs[de eriberto soares andrade]

  • Rafaela

    Nossa muito legal mesmo, mais olha só, todos criticam certos tipos de musicas, realmente algumas são muito abusivas, mais não concordo com essa taxação de ignorôncia, “essa rima é tão pobrisinha que vende o almoço para comprar a janta”! O nosso país é repleto de culturas, ritmos diferentes e isso é muito legal, mostra que o nosso país é diversificado,isso é legal! Mesmo que não seja de nosso agrado, não devemos ser criticos pois ai sim, estaremos sendo ignorantes não respeitando um estilo diferente! O Batuque da Bahia, quem não se envolve com as musicas Baianas no Carnaval, quem nunca ouviu um sertanejinho tomando uma cerveja, o carimbó do Pará ou mesmo o Tecno brega, aposto se os nossos pais nunca namoraram ouvindo musicas do tipo ” Quem dera eu ser um peixe” Ou quem nunca dançou o forró do nordeste!! Cara isso é muito lindo, a criatividade (são muito criativos)que envolve todos esses artistas!! Eu adimiro todo tipo de musica, de Tom Jobim a Chiclete com Banana, e adorooooo Forró Sacode!! rss Ouço até sinfonia de Beethoven…
    Mais é isso que faz a diferença, devemos respeitar, mesmo que não seja musica para nossos ouvidos, existe uma porrada de gente que curti e que é feliz dançando ou cantando!! Então é isso, e deixando uma aqui bem legalzinha direto de Xambioá – Tocantins.

    ” Não precisa procurar pois é só aqui que existe, melhores djs xambioá titanic”

    Um beijo p/ vcss

  • http://rostinhosbonitos.blogspot.com NÃO SOMOS APENAS ROSTINHOS BONITOS….

    Adoramos!

  • zeca xucro

    Mano, vcs conhecem o mobral?
    Putz, e eu que estudei no sobral… a sobra do mobral…

  • Juuh FJB 4º Canil!

    Como vcs esqueceram de…
    “Na sua boca eu viro fruta
    Chupa que é de uva…”
    E a Famosa
    “Quem vai quere a minha piriquita, aminha piriquita”
    Ohh Deeeus Livrai-nos do Forró!!

  • rafaela

    o nosso amor deu,deu,deu
    oq tinha q dá deu,deu,deu
    teve q acaba me deus
    teve q acabna me deus

  • http://verdeolhardejade.blogspot.com J@de

    Lembrar da maioria dessas músicas é engraçado, mas o mais legal é chamar meu filho de 15 anos prá ver e cantar algumas prá ele!!
    Beijos!!

  • http://www.orkut.com.br yuri andré c. da costa

    eu achei xou mais dda para melhora mais e mais

  • http://versos elizabeth

    oi eu amo muito deste site porque eu so muito romantica amo muito este site.kissss molhados.

  • Thaiara

    Adorei esse site pois apesar de nós sabermos de que existe ainda mpb sabemos que existe os melhorer versos!!!

  • Kosmidis

    Espetacular….simplesmente espetacular….

  • http://www.xradiostage.com xradiostage.com

    Surgida nos alpes Suiços por iniciativa do apaixonado por musica Marcel Bangerter, a xradiostage.com é uma web radio cuja proposta é mostrar e divulgar a música dos 4 canots do mundo. Apenas no ar há 6 meses a xradiostage.com reúne trabalhos de todos tipos como músicas brasilieria, latina, jazz, rock e muito mais. Você pode montar sua pagina com 3 músicas, foto e biografia. o serviço de busa permite que você escolha artistas por estiolo e país, a pãgina foi montada em diversas línguas dando facilidades aos que não dominam bem o inglês, e breve o idioma joponês também será adicionado. Marcel investiu mais de US$ 10 mil no projeto que ainda não tem patrocinadores. ele esteve recentemente no Brasil para promover e divulgar a rádio e ficou encantado com as belezas de noss país e pela qualidade da música brasileira. Você pode acessar osite e criar sua página, tudo é gratuito e uma ótima oportunidade de seu trabalho ser tocado e conhecido fora do nosso país.

  • Sandra

    Eu acho que o cd Tribalistas dos três retardados (Carlinhos Brown, Marisa Monte e Arnaldo Antunes) devia ganhar o prêmio por conjunto da obra.
    Quantas toneladas de maconha será que foram queimadas pra comporem tantas baboseiras e obviedades???
    Cd pavoroso, G-SUS!!!!

  • Tati

    Gentem, como assim que não lembraram a Gyselle By BBB8? A dita assassina o português e também enforca o francês!
    Cola na letra:

    “Gyselle soares do brasil 3.2,1!

    Sacode, promiscua
    Sacode, abustia, abusta
    Sacode, coneler
    Sacode, a los mingua
    Se pasiu deso desto prupaquesa
    Na buspa na buspa se pasí 3,2,1
    Prômeça aluskua aluskua secadguapa
    Timitimi tan(sa) a bundinha vai
    Geme sadonçe balonce a bundinha vai
    Baby baila e dance a bundinha vai, serpa
    Sidíficicusa e féseocadonce fécua
    Sizitaxonce balança delapréta ela salta ela samba
    De mimimimimimini finifini tutonbá
    Baby, baby baila dance a bundinha vai
    Sacode, promiscua
    Sacode, abustia, abusta
    Sacode, coneler
    Sacode, a los mingua
    Se pasiu deso desto prupaquesa
    Na buspa na buspa se pasí 3,2,1
    Prômeça aluskua aluskua secad (oh-oh)
    Baila balança bundinha no fim de semana, fala, fala
    Baila balança bundinha no fim de semana (oh-oh)
    Baila balança bundinha no fim de semana, fala, fala
    Baila balança bundinha no fim de semana
    Sacode, promiscua
    Sacode, abustia, abusta
    Sacode, coneler
    Sacode, a los mingua”

    (vídeo:http://br.youtube.com/watch?v=GCtsMj4CKls)

    Já pedi para uma amigo francês traduzir, disse que é impossível, na primeira frase, ele desata a rir!

    Tati, eis uma mulher que merece respeito: é alguém que consegue falar mal em dois idiomas distintos! :P

  • Roberta

    Minha primeira visita ao blog, tô no laboratório da facul e tá todo mundo olhando pra minha cara porque tô rindo feita louca!!!
    Ótima idéia, parabéns!

    Valeu, Roberta. Espero que você retorne ao blog. Servimos bem para servir sempre! ;)

  • Eduardo

    cara o seu blog é muito bom, a começar pelo título, os posts estão muito bons, continuem assim.
    parabéns mesmo!
    abraço!

    Valeu pelo feedback, Eduardo!

  • caco

    To rindo até agora…o amor é cego, Stevie Wonder é cego kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Keila Sapucaia

    Maionese, ele me bate, bate feito maionese e o que eu tinha tomado subiu direto e foi pra cabeça

  • chris

    Essa jóia com certeza tinha que estar no grupo das RIMAS, ou criar o TOP MEU CORAÇÃO POR TI GELA:
    É da Timbalada (Canto Pro Mar)
    “Vou na TIMBALADA oyá
    Canto pro mar,mar,mar,mar

    Eu canto pra ela
    Porque amo ela
    Ai que ela,ai que ela”
    — EU TAMBÉM AMO ELES ! ! ! ! !

  • chris

    Para o TOP ASSASSINOS DA LÍNGUA PORTUGUESA:
    Netinho (Menina)
    “Te carreguei no colo menina/Cantei prá ti dormir/Te carreguei no colo menina/Cantei prá ti dormir”

  • Marlon

    Um clássico:
    No hospital, na sala de cirurgia
    Pela vidraça eu via,
    Você sofrendo a sorrir…

  • chris

    Falta fazer o TOP 5 MISTÉRIOS HERMÉTICOS (que raios será que ele queria dizer?!?!):
    Sugestão: SKANK (Jackie Tequila)

    Hálito de virgem/Dois olhos de amêndoa/Vaca cadela/Macaca, gazela…/
    Linda toda, toda linda ela/Toda beleza
    Se reconhece nela/Jackie Tequila/Coca-Cola e água/Égua língua míngua/Minha mágoa, Uô! Uô!… Iê!…/

    Chris, contribuições sensacionais! Adoraria ver um post seu reunindo as suas listas. :D

  • Marcelo

    O Araketu , O Araketu quando toca…deix todo mundo pulando quem nem pipoca ..AFFFF

  • Priscila Guimarães

    Falta apenas acrescentar o verso magnífico e profundo do Chitãozinho e Xororó em parceria com Zé Ramalho:
    ” Quem ama nunca sente medo de contar os seus segredos, SINÔNIMO DE AMOR É AMAR…”
    Chega a doer de tão lindo!!

  • http://arquiteturadapalavra.blogspot.com Ricardo Miyake

    Alguém já deve ter comentado, mas essa lista devia ser complementada com uma que trouxesse os hours-concours (já que várias vezes citados) Carlinhos Brown (poeira-rá-rá-rá, sexta-feira-rá-rá-rá…) e o Humberto Gessinger (o papa é pop/o papa é pop/o pop não poupa ninguém/o papa levou um tiro à queima-roupa/o pop não poupa ninguém).

  • http://www.pittyquepariu.blogger.com.br Priscilla

    EXCELENTE!

  • http://marcogomes.com Marco Gomes

    Correção:
    (Quinto Andar, “Tio de Leve”)
    deveria ser:
    (De Leve, “Tio de Leve”)

    A música citada é do album solo.

    Ôpa, valeu pela errata, Marco!

  • http://alcilene.zip.net Alcilene Cavalcante

    Bom demais esse post. Aqui a gente fala: Pai Dégua!!!

  • Claudio

    kra, mto bom o post!! pra mim, o top de rima é da música “40 graus”, interpretada pelo Twister:

    Ando_assim até o fim da street
    E você me olha mais sweet

    Na minha opinião, houve superação neste momento. Vi também nos comentários sobre a Cremilda. É verdade que ela virou cantora evangélica?

    Claudio, sensacional dica essa dos versos do Twister! Quanto à Cremilda, também desconheço essa história de conversão. Se algum leitor souber de alguma notícia a respeito…

  • http://perdigotos.blogspot.com Gley

    Não acredito de “Astronauta de Mármore” do Nenhum de Nós não apareceu no Top 5 Tradutores Traidores. Essa merecia inclusive o primeiro lugar:
    “Sempre estar lá/ E ver ele voltar/ Não era mais o mesmo/ Mas estava em seu lugar”
    O que que raios significa isso?

  • http://www.mybends.blogs.sapo.pt henrique haddefinir

    Oi… achei que na lista dos duplos sentidos, ficou faltando o “Talco no Salão” da inesquecível Clemilda. E na lista de assererês e prugunduns ficou faltando o “bom xibom xibom bombom” das execráveis “Meninas” (analisando essa cadeia hereditária, quero me livrar dessa situação precária) Impagável.

  • http://www.bundario.com Dario

    No top 5 “Duplo Sentido” senti muito a falta do Clássico “Vamo E.T”

    É algo assim:

    “Vaaamo E.T, nós queremo E.T vem E.T!”

  • Cezar

    Ótimo post. Virei fã de carteirinha !!!
    Que tal um top pagodes,
    “Diga onde voce vai, que eu vou varrendo Diga onde voce vai, que eu vou varrendo
    vou varrendo vou varrendo vou varrendo vou varrendo vou varrendo vou varrendo vou varrendo vou varrendo…”
    Outro Top: “tchururú”
    Experimente procurar no Google… Tem pérolas como Claudinho e Buchecha
    Sabe tchururudu estou louco pra te ver… oh yes
    Cabe tchururudu entre nós dois um querer… iêiêiê
    Sabe chururudu estou louco pra te ver… oh yes
    Cabe tchururudu entre nós dois um querer…
    Aguardamos a versão II

  • tarcisio

    nos cenarios de amor vc se esqueceu da musica “meu cenario”.
    “Nos braços de uma morena
    Quase morro um belo dia
    Ainda me lembro
    O meu cenário de amor
    Um lampeão aceso
    Um guarda-roupa escancarado
    Um vestidinho amassado
    Debaixo de um baton
    Um copo de cerveja
    E uma viola na parede
    E uma rede
    Convidando a balançar
    Num cantinho da cama
    Um rádio a meio volume
    Um cheiro de amor
    E de perfume pelo ar

    Numa esteira
    O meu sapato
    Pisando o sapato dela
    Em cima da cadeira
    Aquela minha bela cela
    Ao lado do meu velho
    Alforge de caçador
    Que tentação
    Minha morena me beijando
    Feito abelha
    E a lua malandrinha
    Pela brexinha da telha
    Fotografando o meu cenário
    De amor”

  • lauro

    Duas singelas colaborações:
    “Eu sou eu
    Foi meu pai que me fez assim
    Quem quiser que me faça outro
    Se é capaz de fazer melhor…”
    Do inesquecível Nilton Cesar

    E uma que vale pela sutileza da afirmação:
    “Mas sua ESTUPIDEZ
    Não lhe deixa ver
    Que eu te amo…”
    Gravada pelo Roberto Carlos

    Lauro, essa música do Roberto Carlos é uma obra-prima, em especial pela sinceridade de seus versos!

  • http://profissaoestepe.blogspot.com MaFê

    E você pensa que terminou? Ainda tem mais!

    Reprovados no Mobral:
    “Eu amo mais você do que eu” (Catedral e o homem que copiava Renato Russo em “Eu amo mais você”)

    Embromation society:
    “Amor I love you (54x)” (Marisa Monte em parceria pré-tribalística com Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes com “Amor I love you”)

    Inclassificável (pelo menos para mim)
    “Quando gira o mundo e alguém chega ao fundo de um ser humano / há uma estrela solta bem no céu da boca se alguém diz Te amo / e uma esperança desce junto com a madrugada” (Fábio Júnior na inolvidável “Quando gira o mundo”)

    Nonsense:
    “Tirou a roupa, entrou no mar, pensei meu Deus que bom que fosse / tu me apresenta essa mulher, me’rmão, te dava até um doce / sem roupa ela é demais / também por isso eu creio em Deus, meu bom, meu Deus, meu bom, me traz” (Charlie Brown Jr. com “Zóio de lula”)

    E me despedindo, por enquanto:
    “Adeus também foi feito pra se dizer, bye bye, so long, farewell” (Guilherme Arantes, com “Pedacinhos” de embromation society)

    Cacetada! Ótimas contribuições, MaFê. Obrigado pelos resgates! :D

  • Rafael

    NA sessão rimas, cabe uma menção honrosa, o verso inicial do hino do Inter de porto alegre: “Gloria do esporte NACIONAL, ó inteNACIONAL…”. Não é da categoria cafona, mas o calibre é alto.

  • http://profissaoestepe.blogspot.com MaFê

    Outra melô do chato (além daquela do Oswaldo Montenegro)
    “Eu quero ficar só, mas comigo só eu não consigo” (Jota Quest em “Amor maior”)
    Mais aserejé prurugudum:
    “Guararê, guararê, guararê, guararê, guararê, guararê, guararê, não te esqueça que eu não te esquecerei” (Br’Oz, a versão masculina dos Rouge em “A prometida” e seu refrão obra prima da rima “Sim, sim, sim, esse amor é tão profundo, você é minha prometida e eu vou gritar pra todo mundo”)
    Embromation society:
    “Arerê, um lobby, um hobby, um love com você” (Banda Eva, e a inclassificável “Arerê”)
    Sutilezas paquidérmicas:
    “Eu queria ser o banquinho da bicicleta pra ficar bem no meio das pernas e sentir o seu anus suar” (Raimundos com “O selim”)

  • http://profissaoestepe.blogspot.com MaFê

    Reprovados no Mobral:
    “Passa o inverno, chega o verão” (sandice de Sandy & Júnior n”As quatro estações”)
    Rima mendiga e/ou Embromation Society:
    “Liga o teu gravador e grava isso
    Tô a fim de assumir um compromisso
    Ei, aperta o rec e o play
    O que eu vou dizer tem que ficar gravado
    Ouça o recado do seu namorado
    Eu, eu sempre te amarei” (Bala Bombom e Chocolate, ou melhor, BBC cantando “Compromisso”)
    Tradutores traidores:
    “Sei que ninguem vai
    Depois que amanhecer
    Sei que ninguem mais
    Irá me merecer
    Agora
    Cansei
    De olhar nos olhos de quem não me ve
    Aonde eu errei?” (Leonardo avacalhando “Sexed up”)
    Versos romanticozinhos:
    “Quando Deus te desenhou, Ele tava namorando na beira do mar, na beira do mar do amor” (Armandinho e a heregemente tosca “Desenho de Deus”)
    Cenários de amor:
    “Lua linda, noite bela, saímos pela madrugada. Ela e o namorado dela, eu e minha namorada
    Não pude nem me defender
    Levei um golpe da paixão
    Lutei não consegui conter
    A fúria meu coração
    Ela no meu e eu no seu olhar
    Tentei disfarçar ela me provocando” (Grupo Raça e a cornice de “Eu e Ela”)
    Concretinismos pascoais:
    “Ela pára e fica ali parada, olha-se para nada, Paraná, fica parecida paraguaia, pára-raios em dia de sol para mim (…) prenda minha parabólica, princesinha clarabólica, paralelas que se cruzam em Belém do Pará” (Engenheiros do Hawaii, em “Parabólica”, música que Humberto Gessinger compôs para sua filha. Hoje a “princesinha clarabólica” até canta nos acústicos MTV do pai)
    Aserejé prurugudum:
    “No zig zag zig zag desse bum bum bum
    No zig zag zig zag desse bum bum bum
    Meu coração faz tica tica bum
    No zig zag zig zag desse bum bum bum” (Grupo Raça de novo, com a sensacional “No zig zag desse bum bum bum”)
    Merchandising Tabajara e Tradutor traidor:
    “Eu visto a roupa do Brás
    A linda só veste Daslu
    Nasceu no bercinho de ouro
    E eu num jirau de bambu” (SPC na versão pagode cometida de “Crazy in love” da Beyoncé – é, isso existe!)
    Duplo sentido:
    “Toda vez que chego em casa, a barata da vizinha está na minha cama. Diz aí, Luiz Fernando, o que cê vai fazer? Vou comprar um chicote pra me defender. Ele vai dar uma chicotada na barata dela, ele vai dar uma chicotada na barata dela.” (SPC de novo e a tradicional “Barata”)
    Mar de metáforas:
    “A saudade é um prego, coração é um martelo, fere o peito, invade a alma e vai virando flagelo” (Rionegro e Solimões dirigindo “De São Paulo a Belém”)

  • http://estrovengacombacon.blogspot.com Julio Makimori

    Recomendo: Falcão – No Cume
    ahuahuahuha

  • Ricardo Henriques

    Vou ficar devendo o nome da banda, porque me esqueci (se é que um dia o soube), mas tinha uma banda de brega daqui de Pernambuco que cantava uma das mais lindas composições da história da MPB contemporânea. A saber:

    “Alô, amor! / estou falando aqui de um orelhão / estou ligando só para ouvir / você dizer que ainda me ama

    Alô, amor! / estou falando aqui de um orelhão / eu quero ouvir você dizer que ainda me ama / antes que acabe o crédito do meu cartão

    Se o crédito acabar / eu vou ligar a cobrar / Nem pense em desligar seu celular / Ouça a voz do seu coração…

    Alô, amor! / Não desliga não! / Alô, amor! / Sei que eu mereço seu perdão!”

    Espero que seja útil na sua cruzada :P

    Ricardo, depois citarei uma música do Barros de Alencar que ofusca quaisquer tentativas de se cantar sobre o tema “declarações por telefone”… :))

  • Damazio Campos

    Cara, ri muito do teu post, e eu que moro em belém , e aturo a dominação do brega na cidade desde pequeno conheço inúmeros versos que com certeza teriam espaço no seu post.Principalmente Se for uma letra sem a menor pretensão literária, apenas como os adeptos do brega dizem pra dançar e se divertir, como os bregas de aparelhagens, como musicas assim : Melô da sogra, tô cagado(esse é o nome da musica mesmo), gererê, fusquinha, do canoa, do rupinol (ruhypnol), da maconha, da nóia, do ovo, da pedra, do citotec, do prestação, o Sex Man, Brega do Vavá, do DNA, Chico Preto, e infelizmente muitos…, muitos outros.
    Mas um que até hoje reverbera pelos meus ouvidos é o famigerado “Chico Preto”, até hoje a mulher que trabalha na minha casa canta isso, é mais ou menos assim:

    “Ela pegou meu chico preto, ela alisou ela beijou e ainda quer levar/E dele eu morro de ciûme por isso meu chico preto eu não vou lhe dar/Mas preste atenção no que eu vou dizer/Se tudo que eu falar você me responder/Eu juro que lhe dou meu Chico Preto de presente pra você/(A próxima parte é cantada numa velocidade um pouco menor que a velocidade 5 do créu)O bico do peito do chico preto é preto e quem disser que o bico do peito do chico preto não é preto quer dizer que tem o bico do peito mais preto que o do chico preto.”

    Com certeza entrava nas melhores rimas, é isso aí, a música dominante daqui é essa, mas eu me sinto muito feliz toda manhã quando eu gargalho ouvindo a “Melhor música de todos os tempos da última semana” que o vizinho coloca pra tocar.

    Damazio, lendo as tuas sugestões vou acabar sendo obrigado a criar um Top 5 Pará no meu próximo post. Valeu pelo comentário! :D

  • http://megalopolis-blog.com/conurbacao William Hara

    Francamente, você me resfrescou a memória do porquê prefiro músicas estrangeiras! Hehehehhe…
    E ainda me deu uma (imensa) lista de argumentos para fazer os outros concordarem com isso!
    \o/
    Genial!

  • Patricia

    Muito bom muito bom mesmo… o post vale cometários… só tem pérolas da musica!! minha contribuição é a musica do skank, alguma coisa do tipo “éramos nós, éramos nós um mais um, eramos mais que só dois… éramos dois feitos de um mais que nós dois”… tão profundo!! hehehe abraços!

    Caramba, Patricia, o que é isso? O Melô do Esquizofrênico?? ;D

  • http://www.teveaberta.blogspot.com Teve Aberta

    Como assim não tem nenhuma música do Carlinhos Brown? Tem coisas desse naipe: Não censure a minha farra / Deixe o desejo roubar / Quem pesca com linha e vara / Não precisa de alvará
    Lalá meu camarada / Evoé a batucada / Cantando a luz ê / Cantando a luz ê / Cantando a luz ê / Cantando a luz

    Não se preocupe: Carlinhos Brown será devidamente citado na segunda parte do post! :D

  • Carlos albuquerque

    Vale lembrar as perólas:
    “O que é que eu digo a saudade quando
    ela chegar e não TER mais seu corpo querendo beijar…” gravada por Alcione
    “Lá vem a temporada de PEIXES trazendo
    as LAGOSTAS e as BALEIAS…” gravada
    por Erasmo

  • http://www.faceira.blogspot.com/ Roberta

    Mais uma sugestão para o teu post: que tal o “Top Ahn”? A número 1 seria:
    “Tatibitate
    Trate-me, trate
    Como um candeeiro, ô
    Somos do interior do milho”
    Abraço, Roberta

    Bem-vinda sugestão, Roberta. Aguarde! ;)

  • Daniela

    Achei o post por acaso,e adorei…
    Me fez lembrar de uma linda:

    “lá vem o negão, cheio de paixão
    Ti cata, ti cata,ti cata…”

    Daniela, de fato: uma lindeza só! |-| :roll:

  • http://flavonoidesepassiflora.blogspot.com/ Lu

    Realmente, o melhor post de todos os tempos da última semana (como já disseram). Perguntinha, haveria uma categoria das seguintes músicas: Homem com H, Rubens (de Mário Manga, interpretado por Cássia Eller), A Namorada (Carlinhos Brown) e Sou sim, e daí (lingua de trapo).

    Lu, certamente criarei várias categorias novas no próximo post. Sua sugestão foi devidamente anotada! ;)

  • http://www.exiliodalenda.blogspot.com lendari0

    a banda é cissa guimarães, a musica Marivaldo o abominavel homen da tancredo neves,
    “quando ela passa marivaldo faz psiu
    e a chama de princesa, é o cobrador do Lapa – Boca do rio, seu bigodinho é safadeza, maravilhosa você caiu do céu e craudirene dá uma risadinha mas marivaldo é abominado pela orgulhosa malvada patricinha…”
    post genial!
    parabéns

  • http://www.fuieuassumo.blogspot.com Natylla

    Skank – Canção Noturna

    Vem, mamacita, doida e meiga… Sempre o âmago dos fatos. Minha guerra e as flores do cactos… Poema, cinema, trincheira.

    É uÓ… a letra toda é um samba do crioulo doido… talvez a única coisa que escape lúcida disso tudo é o refrão. O resto é nóia pura. Miacabo.

    Coincidentemente eu tinha escrito no meu blog um post sobre músicas nesse naipe.

    Beijos!

    Natylla, acabei de conferir sua lista de músicas “uó”. Excelente!

  • http://amortescimento.blogspot.com/ Tuma

    Pô, Tuma, lembrei de tanta coisa que você jamais recordaria, e o comentário que você faz é: “como você esquece?”. Ah, esses leitores. Se bobear, querem que a gente lembre até da melodia que o Pero Vaz de Caminha assobiava durante a viagem de volta a Portugal.

    Não se ofenda não Ina, só exercício de retórica! Hehehe… mas seu post está perfeito. Espero ansioso as continuações!

    Ok, Tuma. Vou deixar de fazer biquinho. :P

  • http://groselha.wordpress.com Bia Cardoso

    Inagaki! Melhor post do ano! hahahhaha Fazia tempo que tantas pessoas não paravam de trabalhar para rir juntas lembrando das músicas. E tinha que ter um top 5 de cacofonia onde deveria estar presente “a fruta flor folhuda” de caetano veloso.
    Impagável! Fantástico! Inagaki para assessor de imprensa do governo!!!

    Bia, eles pagam bem pela função de assessor de imprensa? ;)

  • ouvinte

    Pra seção “metáforas”, esta contribuição engenhosa do Araketu à poética de Aristóteles:

    O fogo é fogo
    que esquenta…

    Imagino o compositor pensando: “o que se assemelha ao fogo? Ah, dofa-se, vai fogo mesmo. E como posso nomear a sensação de calor que ele provoca? Já sei: esquenta. Pronto!

    Caro ouvinte, fantásticos versos, de uma imagética de dar inveja a qualquer Góngora ou García Lorca! Estarão com certeza na continuação deste post. ;)

  • Mariângela de POA

    lord have mercy!!!! que post mais divertido!Não pude deixar de recordar quando ia prás baladas com minhas 4 amigas,anos 80, cantando Fuscão Preto(elas tinham um fuscão),imagina só,5 gurias abalando pelos bares da city rsrsrsrsrs, estou a espera da compilação gauchesca, o marido AMA música gaudéria e todo sábado a tarde ele promove o “momento bagual” enquanto trabalha, até aprendi a gostar, me diverti muito ,beijo!

  • http://www.minhavidapassadaalimpo.blogspot.com Fernanda

    Muito bom!!!! Eu sempre me perguntei como seria extamente estar “quase semi nua”

  • http://eusoumaria.zip.net Monica Oliveira Petry

    faz tempo que eu não me divertia tanto por aqui!!! há há!
    tem uma muito boa, que eu não sei quem canta, que diz assim:
    “eu queria ser
    a namoradinha do menudo
    dar o meu carinho, amor e TUDO
    TUDO o que eu puder oferecer”

  • http://www.bloginutilblog.blogspot.com Dani

    Haha.
    Você perdeu tempo nessa pesquisa, hein?

    Pois é, Dani. Pensa que é fácil manter um blog atualizado como este? ;)

  • Te

    Muito legal, legal mesmo! Podia ter links para os arquivos das músicas, ficaria melhor ainda!
    Pensa na idéia de uma coletânea: “Inagaki apresenta O fino do brega”, igual àqueles discos dos anos 1960 que a gente vê nos sebos.
    E como cantavam naquele programa especial da Regina Casé:
    Eu sou brega, mas sou feliz
    Muito mais brega é o meu país

    Te, neste espaço não posso disponibilizar arquivos mp3. Mas aqueles que sabem das coisas têm ciência de que encontram tudo que desejam nos Soulseeks e eMules da vida. ;) Em tempo: já escrevi uma vez sobre essa música do “Programa Legal” da Regina Casé no post “Eu sou brega, mas sou feliz!”.

  • http://diariodelaoxitocina.blogspot.com Cíntia

    Bah Alexandre!
    Esse post já era bom, ler os comentários também fez lembrar de outra música com duplo sentido, uma sertaneja, do Rick e Renner:
    “tira a roupa, tira a roupa
    que eu vou ajudar você
    tira a roupa, tira a roupa
    do varal que vai chover”
    Ainda nao parei de rir com as pérolas que tao rolando por aqui.Animou a semana meesmo.
    Ah, e do Kleiton e Kledir, tem duas letras-pérola que sao a Maria-Fumaça e a Trova. Mas daí, sabe como é, meu lado gaúcho tem que assumir que eu gosto dessa dupla, entao decidi nao avacalhar com eles hoje.

  • http://www.incomumdesign.com Ivan neto

    hahahhah…sensacional Inagaki. Passando mal de rir.
    Ivete e seu golden shower é de chorar…

  • http://www.danialaraujo.net Daniel

    Imperdoável a ausência do Antônio Conselheiro doa pampas, o profeta do rock, o gênio do sul, o engenheiro-mor Humberto Gessinger. Os Engenheiros poderiam emplacar pelo menos uma citação em cada uma das categorias, sem contar as pérolas que desafiam categorizações e poderiam estar em TODOS os top 5 ao mesmo tempo.

    Por exemplo, em quantas categorias podemos classificar os versos abaixo?

    “Teus lábios são labirintos!
    Que atraem os meus
    Instintos mais sacanas
    O teu olhar sempre me engana
    É o fim do mundo
    Todo dia da semana”

    Rima, romanticuzinho, metáfora, até o concretismo picareta a gente encontra aí.

    Caro Daniel, você até que foi generoso em destacar essa estrofe do “Refrão de Bolero” que nem é das mais infames ao ser comparada com outras da lavra gessingeriana. Os versos bem mais, hmm, engenherísticos serão publicados em breve por estas bandas. B)

  • http://www.asletrasdasopa.blogspot.com marie tourvel

    Não esqueça, Ina, dos irmãos pirobos Kleiton e Kledir:

    “…coisas de magia, sei lá…”.

    Isso é que é profundidade, o resto é enganação.

    Ótimo resgate, Marie! :D Sei lá, mil coisas, entende? Como diria a dupla gaúcha, “deu pra ti, alto astral!”.

  • Daniella

    Faltaram classivos da musica sertaneja…
    Versos BELISSIMOS por Gino e Geno:
    “Ai eu bebo, ai eu bebo, bebo pa carai
    Bebo pa carai, bebo pa carai, bebo pa carai/De repente ela volta toda cheia de alegria Nem parece que a gente brigou naquele dia
    Eu boto a mala pra dentro e pra cama a gente vai E depois de tanto love, ai eu bebo pa carai…/ (…) /Depois de uma semana em casa, quero um trenzinho
    diferente Uma coisa mais novinha, dessas que anima a gente”

    E a clássica… De RioNegro e Solimões:
    “Põe o carro
    Tira o carro
    A hora que eu quiser
    Que garagem apertadinha
    Que doçura de mulher
    Tiro cedo
    Ponho a noite
    E também de tardezinha
    To até trocando óleo
    na garagem da vizinha”

    Entre outras romanticas letras ;-)

  • http://www.nossanoite.com.br/divadomasini Divã do Masini

    Inagaki!
    Impossível reunir todas pérolas em um só post. Nossos compositores são poços infinitos da criatividade. Há malicia, Há gingado, há trocadilhos suficientes para contonar o mundo.
    Recordar é viver. Você nos fez viajar e viver um pouco mais.
    abraços

  • http://outracarol.wordpress.com outra carol

    Ah, no top 5 dos tradutores traidores, Rita Lee deveria receber menção honrosa por conta do CD dedicado aos Beatles, por pérolas como:

    “Se você quiser ser meu namoradinho e me der o seu carinho sem ter fim, pra você eu digo ‘sim’” (em If I fell ou Pra você eu digo sim).

    “I love you pra chuchu. Se você não está perto eu fico jururu. Tudo azul, mas sem você eu fico blue” (em Here, there and everywhere ou Aqui, ali, em qualquer lugar)

    “Vender a alma por dindim pra comprar sua Ferrari. Sonho de consumo é tão chinfrim, um belo dia você vai se Ferrari” (em Tudo por amor ou Can’t buy me love).

    Precisa lembrança, Carol! Fiquei estupefato com as versões cometidas pela Rita para o Fab Four. Ela será devidamente lembrada em outros posts. ;)

  • Beatriz

    Gente, deixem de preconceito com o coitado do axé… A “nega do cabelo duro” de Luiz Caldas é a mesma que quando “começa a tratar do cabelo é de se olhar” mas essa última é de Caetano e aí ninguém diz que é preconceito, só porque ele disse que é neguinha? Afinal na Bahia só tem branco da alma negra, como se alma tivesse cor…

    Issaê, Beatriz. Música não tem cor. Só faltava os politicamente corretos condenarem Lamartine Babo por ter composto “O Teu Cabelo Não Nega”…

  • Fernanda Silveira

    Ina, acho q musica baiana teria q ter um post proprio.
    Muito do que se produz por la, nao chega ao Sudeste e diga-se de passagem ainda bem.

    Uma que me chocou qdo passei 15 dias em Porto Seguro era uma sobre um picole. Dizia assim:-
    ‘Vem chupar que ta durinho, vem chupar que e bom’

    E olha q eu sou baiano-paulistana (meus pais sao baianos, mas nasci e fui crianda em Sampa)! Posso dizer que fui exposta (e ainda sou, mesmo morando em Londres) por muitas rimas exdruxulas. Fui criada ouvindo ‘axe de raiz’ :) como Banda Reflexus com ‘Canto Para o Senegal’, ‘Alfabeto do Negao’ etc.

    Uma coisa interessante e o fato de muitas bandas de axe exaltarem seu amor por elas mesmas (por ex. Chiclete com Banana e Araketo).

    Voce conhece o ritmo arrocha? Qdo pedi pra minhas primas me descreverem o ritmo elas disseram que era ‘piriri pom pom, piriri pom pom’. A Ivete tem cantado qdo se diz tomada por Piriguete Sangalo.

    Agora, mudando de pato pra ganco, quem veio primeiro? Los Fatales com ‘ El baile del pimpollo’ ou Art Popular com ‘Pimpolho’? Nao que essa duvida me tire o sono, mas pq traduzir tal refinamento musical???

    Fernanda, creio que eu teria MEDA de tentar descobrir do que se trata esse tal de “arrocha”. 88| Deixo esses ritmos musicais para o tal do pimpolho se divertir. B)

  • http://jccbalaperdida.blogspot.com JULIO CESAR CORREA

    “Meu caminho pelo mundo eu mesmo traço. A Bahia já me deu, régua e compasso..”
    Gilberto Gil se despedindo, ao partir para o exílio, em Aquele Abraço
    Por falr nisso, um abração

  • http://www.serendipidade.com Fabio Cipriani

    Inagaki, vc apavorou nesse post. Parabens pelo trabalho!
    Abraços
    Fabio Cipriani

  • Carlos Alberto

    A categoria dos Concretinismos deveria ser exclusiva do Djavan! Agora, que tal uma categoria só para sambas-enredos de escola de samba. Tem cada coisa de arrepiar os cabelos…

  • http://www.naotenhoblog.com.br Gordo

    Edu, musicas de trocadilhos infames e sonorização de duplo sentido gravadas pelo falcão temos muitas, mais o dificil é achar os autores, mais lembro uma que ouvia quando era pequeno que tinha jogado na casa da minha vó, entre elas essa do tico que foi citada no post, e uma do falcao que me acabava de rir naquela idade…

    “o zé comprou
    duzentas latas de talco
    pra jogar no mei da sala
    na hora da suadeira…
    de madrugada
    quando o forró esquentou
    a moçada misturou
    suor, talco e poeira.

    talco no salão
    talco no salão
    pro forró ficar cheiroso
    e ter mais animação.”

    com a palavra talco do refrão cantada pausadamente…e com u no final.. tal cu no salao…ouvindo é melhor =x

    Gordo, essa do “talco no salão” não é da Cremilda?

  • http://pensamentosequivocados.blogspot.com/ Dragus

    Alguns reconheci, outros nem tanto.

    Pelo visto partilhamos de gostos musicais (ou desgosto para alguns) que incluem desde o passado honroso do funk carioca até passando por rock dos anos 80.

    Só faltou nessa lista músicas de rock mais pesado, mas essas não sei se escuta.

    Dragus, meu Winamp é democrático e só não tem espaço pra polkas e guarânias. Ainda.

  • PILISTRIKA

    Demas, preciso urgente do endereço do Gilsinho Boca de Forró para ver se consigo uma muda do umbuzeiro, será que consigo?
    kkkkkkkkk

  • PILISTRIKA

    uai Erika! vc lembrou muito bm desse trem de título ragatanga, fiquei aki matutando, matutando sogre esse troço e cheguei à seguinte conclusão: esse trem ñ tem tradução.
    ainda bm, né?!!!

  • http://www.amenidadesebobajadas.blogspot.com Daniel F. Silva

    Saindo dos méritos musicais e entrando um pouco nos méritos cinematográficos: o Rap do Ovo notabiliza-se por ser a música-tema de Inspetor Faustão e o Mallandro, um grande “cráçico” do nosso cinema. Esse filme serviu pra esquecer um pouquinho a crise no cinema nacional no início dos anos 90.

    Acho uma grande pena que não tenha existido Oscar naquela época (parafraseando o que o próprio Mallandro disse certa vez, justificando não ter ganho uma estatueta dourada por Menino do Rio). Porque, senão, essa maviosa melodia certamente teria ganho o prêmio de melhor canção original em 1992, consagrando definitivamente esse grande artista perante a Academia e o mundo em expansão.

    Daniel, por falar nesta obra-prima esquecida da sétima arte, uma pergunta me veio à mente: por onde anda o Faustinho, a versão mirim do Faustão que aparece no filme?

  • Válter Roberto

    Sidney Magal
    “É a cigana Sandra Rosa Madalena/ é a mulher com quem eu vivo a sonhar/ quero vê-la sorrir/quero vê-la dançar…”
    Chico Buarque
    “Joga pedra na Geni/joga bosta na Geni/ela é feita pra apanhar/ ela é boa de cuspir/ela dá pra qualquer um/maldita Geni” (Geni e o Zepelin)

  • Válter Roberto

    Roberto Carlos

    “Eu chequei em frente ao portão/meu cachorro me sorriu latindo/(…)eu voltei, agora, pra ficar porque aqui/ aqui é o meu lugar”

    Outra
    “Nos lençóis macios/amantes se dão/ travesseiros tortos/ roupas pelo chão/ braços que se abraçam/ bocas que murmuram/ palavras de amor enquanto se procuram/ chovia lá fora e a capa pendurada/ assistia a tudo, não dizia nada…”

    Odair José

    “Pare de tomar a pílula/ pare de tomar a pílula/ porque ela não deixa nosso filho nascer…”

    Um abraço

    Válter, Roberto Carlos e Odair José são mestres por vezes subestimados da MPB que mereceram dois posts em homenagem às suas obras: “Detalhes”, a obra-prima de Roberto Carlos, e Odair José, o artesão da música popularíssima brasileira. Um abraço!

  • Ricardo

    Mais uma da dupla Rodolfo e ET

    Eu era pequeno e a mamãe
    Me fazia comer legumes
    Deviam ser bons pra saúde
    Pois eu até … “soltava uns perfume”
    Alguns de barulho fino
    Alguns de barulho grosso
    Foi a culpa de um tal de repolho
    E das azeitonas sem caroço!

    Solta, solta, solta
    Solta que faz bem
    o canhão atira
    Sem matar ninguém

    Eu era pequeno e a mamãe
    Me deu rois-feijão e ovo frito
    Tentei fazer digestão
    Foi um barulho pra´lá de esquisito
    E dentro do elevador
    Prendendo a respiração
    A culpa foi da feijoada
    Mas que falta de educação

    Ricardo, e eu que pensava que a “Dança do E.T.” que chegou a ser executada (no sentido radiofônico e no sentido bélico) nas rádios havia sido o ápice da infâmia…

  • Ricardo

    Outra da dupla Rodolfo e ET

    Xii, ET quem e essa?
    Essa e a Gina
    Bicho, vem ca, Quer que ela fica aqui?
    Nao, Va Gina!, Va Gina!

    Voces querem que a Gina vai embora?
    Va Gina, Va Gina!
    Voces querem que a Gina vai embora?
    Va Gina, Va Gina!

    Convidaram a Gina para essa festa
    Mas tudo ela destesta
    Ela so sabe reclamar
    Diz que o som esta muito alto
    Na bebida so tem alcool
    E os caras querem agarrar

    Ole le le
    Ola la la
    Querem que a Gina fique ou que a Gina va?
    Ole le le
    Ola la la
    Querem que a Gina fique ou que a Gina va?

  • Ricardo

    Gostaria de colaborar com uma música de uma dupla famosíssima da MPB
    Comprei uma panela de pressão
    Só pra ver seu cozinho mais depressa
    Sou solteiro, não tenho compromisso
    Se eu lavo ou se eu cozinho
    Ninguém tem nada com isso
    Rodolfo e ET

  • Only

    Como assim não tem Leandro & Leonardo?
    “Se me manda ir embora
    Eu saio pra fora e ela chama pra trás.
    (…)
    E assim vou vivendo
    Sofrendo e querendo
    Esse amor doentio
    Mas se volto pra ela
    Meu mundo sem ela (AAAFFF!)
    Também é vazio.”
    Brindemos ao bom gosto!

  • Itibere Godoes Rosa

    O melhor verso da música popular brasileira é da música do Cartola: “As rosas não falam, as rosas simplesmente exalam o perfume que roubam de tí…”.
    Parece brincadeira que não tenham lembrado da poesia do Cartola.

    Itibere, pelo jeito você não reparou que este post não é de compilação dos melhores versos do MPB. Aliás, eu ficaria muito assustado se você leu o post inteiro e achou que o artigo compilou o que há de melhor em nossa música. É brincadeira sua, né? |-|

  • http://www.cozidocompapricas.com Natanael Mahon

    Que tal Aviões do forró nos cenários de amor ou Merchandisings Tabajara?
    -Adultério (MC Catra)

    “Sabes esses dias que tu acorda de ressaca
    É wisky falso doidão
    Sua roupa cheia de lama
    E a cachorra ta na cama…
    …É uma coisa louca
    Quica quica em cima de mim, assim
    Antes, durante e depois vai
    Até o fim
    Sentada no meu colo o tempo voa
    wisky red bull, quanta mulher boa
    Olha que vixe o bagulho tá sério
    Vai rolar um adultério!”
    Ou nas rimas:
    -Bebo pra carái (Gino e Geno)

    “De repente ela volta toda cheia de alegria
    Nem parece que a gente brigou naquele dia
    Eu boto a mala pra dentro e pra cama a gente vai
    E depois de tanto love, ai eu bebo pa carai…”
    -Banho de amor -Gravação de Bruno e Marrone- nos romanticozinhos:

    “A gente brincando na hora do banho
    Você me arrepia e eu te assanho
    E nessa hora o prazer é quem diz
    Vai ser bom
    Eu dando à você e você dando à mim
    Prazer de quem ama é mesmo assim
    E é nessa hora que a gente é feliz”(???)
    Mas os Aserejês Prugurunduns ficam pros mestres:
    -João Gilberto:

    “Bim bom bim bim bom bom
    Bim bom bim bim bom bom
    Bim bom bim bim bom bom
    É só isso o meu baião
    E nao tem mais nada não” ou

    “Quem ouvir o hó-bá-lá-lá, terá feliz o coração O amor encontrará ouvindo esta canção alguém compreenderá seu coração Vem ouvir, o hó-bá-lá-lá, hó-bá-lá-lá esta canção bá-lá-lá hó-bá-lá-lá.”
    Só mais uma do Aviões (inclassificável)
    - Solteirona

    “Solteirona, bonitona, gostosona
    Que maravilha… que loucura de mulher
    Cachorrona, malandrona, safadona
    Vem pra mim morena, que eu estou a fim
    Faz de mim o que quiser
    Seu corpo ainda é uma mata virgem
    Lugar que homem nenhum conseguiu tocar
    Bem no meio dessa mata tem uma fonte
    E nessa fonte ninguém conseguiu chegar
    Bonita, inteligente e misteriosa
    Desse jeito qualquer homem se apaixona
    Meu Deus eu enfrento guerra se for preciso
    Pra ser o primeiro homem da solteirona”
    Dá pra tu?
    Abraço Ina!
    Desculpa o tamanho do comentário; é que o assunto é frutífero e empolga.

    Natanael, se todo comentário longo for desse jeito, manda bronca nas letras, rapaz! :D Valeu pelas contribuições!

  • Gabriel Ventura

    Muito bom o post…Me lembrou muito o Nick Hornby mesmo…rsrsrsrsrsrs

    O Sandro Becker é gênio e merece estar em qualquer lista das músicas mais infames do cancioneiro nacional.

    O Arnaldo Antunes na minha (modesta) opinião é superestimado e o Djavan escorrega feio algumas vezes.

    Uma estrofe inesquecível para mim é o final da música “Há tempos” da Legião Urbana.

    Meu amor, disciplina é liberdade
    Compaixão é fortaleza
    Ter bondade é ter coragem
    Ela disse:- Lá em casa tem um poço mas a água é muito limpa…

    A versão da Ana Carolina e do Seu Jorge para a canção do Damien Rice é uma das coisas mais ridículas que eu já vi…

    Continue assim
    Abraço

    “Um vendedor de flores/ Ensina seus filhos/ A escolher seus amores”. Gabriel, se eu fosse o Damian Rice e soubesse o que Ana Carolina e Seu Jorge fizeram com a música dele, teria ímpetos suicidas E homicidas. Aquelabraço!

  • http://maroma.wordpress.com Marília

    É cada pérola que me aparece…

  • http://mulheresdeantenas.wordpress.com Elis Marchioni Rojas

    Ótimos seus Top 5, coisa de craque mesmo. Agora, o Elefante que você promoveu até concurso não ganha nem um lugarzinho aí?
    Affe, você acredita que um menino me deixou um recado no orkut pedindo o mp3 dessa canção?

    beijo.

    Elis, o “Elefante” do Robertinho de Recife é bacana. E não incomoda, incomoda, incomoda tanta gente assim, vai. ;)

  • http://comoestragar.wordpress.com/ Gustavo Brunoro

    Cara!
    Como você esqueceu de botar na parte do duplo sentido aquela pérola do Falcão, “Cume”:
    “No alto daquele Cume
    Plantei uma roseira
    O vento no Cume bate
    A rosa no Cume cheira
    Quando vem a chuva fina
    Salpicos no Cume caem
    Formigas no Cume entram
    Abelhas do Cume saem
    Quando cai a Chuva grossa
    A água do Cume desce
    O barro do Cume escorre
    o mato no Cume cresce
    Então quando cessa a chuva
    No Cume volta a alegria
    Pois torna a brilhar de novo
    O sol que no Cume ardia”

  • http://duasfridas.blogger.com.br Monix

    Na lista do jabá faltou a Mama África, que trablahava como empacotadeira nas Casas Bahia…

    É verdade, Monix. No próximo intervalo comercial o jabá do Chico César será devidamente citado. ;)

  • http://senhoritarosa.wordpress.com senhorita rosa

    “Até o sol nascer amarelinho/ Queimando mansinho cedinho/ Corre e vá dizer pro meu benzinho/ Um dizer assim/ O amor é azulzinho” (Djavan, “Azul”)

    Ina, agora entendi de onde vem a minha implicância com o Djavan.

    “É no balanço da cama/ Nhec, nhec/ Roinc, roinc” (Companhia do Pagode, na onomatopéica “No Balanço da Cama”)

    Essa me fez lembrar de um ser que eu namorei que fazia oinc oinc no meu pescoço e me dava calafrios, no mau sentido.

    E pô, deixar o Lhasa-Oswaldomontenegro-Apso fora dessa é sacanagem. Ri muito. Adorei o post.

    Bezzos

    Srta. Rosa, tenha certeza de que Oswaldo Montenegro ainda será muito citado nas próximas seqüências… Assim como Humberto Gessinger, outra notável ausência. :D

  • http://perolasdasassessorias.wordpress.com Edu

    Inagaki, faltou uma de duplo sentido ótima. Foi gravada pelo Falcão, mas não sei de quem é a autoria:

    No alto daquele cume
    Plantei um pé de roseira
    O vento no cume bate
    A rosa no cume cheira
    Quando cai a chuva fina
    Salpicos no cume caem
    Lagartos no cume entram
    Abelhas no cume saem
    Quando cai a chuva grossa
    A água no cume desce
    O orvalho no cume brilha
    E o mato no cume cresce
    Quando cessa a chuva
    No cume volta a alegria
    Pois torna a brilhar novamente
    O sol que no cume ardia!!!

    Edu, posso estar enganado, mas creio que esses versos são de domínio público. Há tempos vejo esses versos circularem por aí, como um verdadeiro clássico da infâmia trocadilhesca.

  • Marcio Sartorello

    Gente, estou me acabando de rir e gostaria de dar minha contribuição:
    Luis Melodia – Música “Magrelinha”: “O por do sol vai renovar brilhar de novo o seu sorriso
    E libertar da areia preta e do arco-íris cor de sangue, cor desangue, cor de sangue …
    O beijo meu vem com melado decorado cor de rosa
    O sonho seu vem dos lugares mais distantes terras dos gigantesSuper Homem, super mosca
    Super Carioca, super eu, super eu …
    Deixa tudo em forma é melhor não ser
    Não tem mais perigo digo já não sei
    Ela está comigo digo só não sei
    O sol não advinha baby é magrelinha
    O sol não adivinha baby é magrelinha
    No coração do Brasil”
    Abs
    Márcio

  • http://www.sacanagem.art.br sacanagem

    Já assistiu/leu o “Alta Fidelidade” ou “High Fidelity”?

    Sim. Rob Fleming mode on! B) Pra mim, o livro do Nick Hornby é melhor que o filme dirigido pelo Stephen Frears. Mas ambos valem a pena.

  • http://www.eutanasia.blogspot.com Ana Regina

    HAHAHAHAHAHAHAHAH

    MEO DEOS

    estou rindo muito, até agora! Não me vem nenhum música neste momento, esse texto é muito bom! hahahahahahaha…

    tenho você linkado no meu blog faz tempo! sempre venho aqui!!

    aiaiai, estou sem forças! ri muito mesmo! hahahahaha

    até mais

    Ana Regina, servimos bem para servir sempre. Não se esqueça de tomar um tônico e recuperar as forças para a parte II deste post! ;)

  • http://amortescimento.blogspot.com/ Tuma

    Po Ina, como você esquece o clássico “Help!/ Eu preciso sambar” da Ana Carolina? Se bobear vamos ter um Top 5 só com músicas dela!

    Pô, Tuma, lembrei de tanta coisa que você jamais recordaria, e o comentário que você faz é: “como você esquece?”. Ah, esses leitores. Se bobear, querem que a gente lembre até da melodia que o Pero Vaz de Caminha assobiava durante a viagem de volta a Portugal.

  • Unlord

    Procurem no Google images o Luiz Caldas com a camisa do Kreator. Muito metal!!!

  • http://beatle.zip.net Dani

    Já devem ter falado mas uma contribuição óbvia para a categoria Aserejês seria “você é luz, é raio, estrela e luar, manhã de sol, meu IAIÁ meu IOIÔ” Hahahaha, adoro! :D

    P.S.: Estou tentando comentar mas minha internet não tá colaborando então, desculpe se meu comentário aparecer duplicado.

    Dani, não se preocupe que o seu comentário apareceu são e salvo por aqui. Toda citação ao mestre Wando, aliás, é sempre bem-vinda. :>>

  • http://www.cinedemais.blogspot.com Demas

    Inagaki,
    olha eu aqui outra vez.
    Acho que dá para fazer um top 5 energético, viu? Lembrei-me de uma outra infame com a fruta do umbuzeiro,
    com Gilsinho Boca de Forró (seja lá quem é esse!?!):

    “No outro dia eu fui cedo pra fazenda
    Conhecer o umbuzeiro da frutinha milagrosa
    Fiquei surpreso ao chegar no umbuzeiro
    Conheci uma fazendeira e o milagre completou
    Chupei umbu peludinho e miudinho
    Azedinho e docinho
    Coisa igual eu nunca vi

    Chupei e gostei
    Chupei e gostei

    Como é que pode umbu ser tão gostoso?”

    ´´´´´´´´´´´´´´´´´´
    E não pode faltar Roberto e Erasmo. Que tal “Lembranças”, na voz da Kátia, afilhada do Rei?

    “Já faz tanto tempo que não sou
    O que na verdade eu nem cheguei a ser”

    ºººººººººººººººººººººº

    Ah e tem o Oswaldo “Que Se Acha” Montenegro:

    1) “Fiz um drops de hortelã da bala que eu te dei / Para atirar no porém da frase que eu nunca fiz” (Drops de hortelã, com participação da Glória Pires)

    2) “Que a arte nos aponte uma resposta /
    Mesmo que ela não saiba” (Metade)

    3)”Diga depressa com quantas paixões /
    Faz-se a canoa do amor que a gente quer” (Lume de estrelas; faltou inspiração para subverter o dito “com quantos paus se faz uma canoa”).

    4) “Ah, todo chato é gosmento /
    Mas não há como evitar /
    Eu sou um chato e meu Deus não me agüento / Só me tacando no mar” (O chato, com melodia e rimas chatas, numa auto-confissão surpreendente)

    ººººººººººººººººººººººººººººººº

    Do Caetano, em rimas especiais, não pode ficar de fora:

    “Êeeeeeeeta, êta, êta, êta
    É a lua, é o sol
    É a luz de Tieta”
    (A luz de Tieta)

    ºººººººººººººººººººººººººº

    Já me diverti outro tanto.
    Abração

    Sensacional, Demas! Você já virou co-autor da parte II deste post! :P

  • elida

    Nome: Paulo Sergio
    Pobre povo brasileiro.
    É todo este lixo que toca nas rádios que uns insistem em chamar de música brasileira.
    Qualquer porcaria que gravam rádio e…

    É meu caro devagar com dor mesmo,
    lembre-se q vc também faz parte do “povo brasileiro”assim como eu. Essa forma de pensar é de uma pessoa mal amada.
    Existe boas musicas sim, basta procurar.
    Concordo q a maioria do q toca em rádios e passa na tv é puro lixo, chamo tbm de diarreia mental, no entanto é o q da audiencia (dinheiro),costumo dizer ao meu marido q aqui no Brasil enquanto tiver uma lata batendo e uma mulher “boa” balançando a bunda, “a maioria da população” ñ se voltará aos valores reais da vida. (ñ é toda população)
    Enquanto isso ñ acontece vamos rir um pouco, bom humor ñ faz mal a ninguém.
    Aí vai uma:
    Passeando na minha D20
    mas ñ é um carro ñ sinho
    é uma canoa de 20 parmo q incheu tudo de água pq acui afundo

    E pra cumpleta caio um monstru tempura (bis)
    e fez tanto frio q só farto me incaranga (bis)
    autor Rigico – D20

  • http://issoebossanova.blogspot.com Sandra Leite

    Inagaki,
    Eu nunca ri tanto em um post como nesse.
    Pérolas da MPB (???). tadinho do Tom …
    Como é possível o Djavan fazer uma música com tantos “inhos”?
    Socorro!!!
    Quanto à “Imortal” da dupla de dois Sandy e Junior….LOL
    Merece o título de post da década !!!!
    (Cá entre nós, como a MPB produz tanta….hearm..deixa pra lá);)
    abs,

  • http://www.cinedemais.blogspot.com Demas

    Inagaki,
    deve ter esquecido muita coisa mesmo, porque essas “pérolas” se reproduzem numa profusão inimaginável. Mas o que li aqui, já me garantiu boas gargalhadas.
    Abração

  • bia

    E a festa do Taiada então!!!!!!!!
    “parabéns po taiada, salve o taida, tudo po taiada

  • http://www.asletrasdasopa.blogspot.com marie tourvel

    Não pode faltar o Belchior nestes top five. Considero, até, que ele merece um top 5 especial, feito o Carlinhos Brown. Segue o trecho que, para mim, é a top da top – Divina Comédia Humana:

    “…Aí um analista amigo meu disse que desse jeito
    Não vou ser feliz direito
    Porque o amor é uma coisa mais profunda que um
    encontro casual
    Aí um analista amigo meu disse que desse jeito
    Não vou viver satisfeito
    Porque o amor é uma coisa mais profunda que um transa
    sensual
    Deixando a profundidade de lado
    Eu quero é ficar colado à pele dela noite e dia
    Fazendo tudo de novo e dizendo sim à paixão morando na
    filosofia…”

    E um dos maiores pés-na-bunda de categoria que já tive oportunidade de ouvir. É de Waldick Soriano a autoria -sim, desenterrei este ícone da bananice:

    “A Vida É Mesmo Assim

    A vida é mesmo assim,
    Alguém tem que perder
    Pra outra entrar no jogo
    Perdoa meu amor
    Se você descobriu
    Que tudo foi um logro
    Joguei um jogo franco,
    Amei você somente
    E dei até meu pranto
    Mas tudo teve fim,
    O amor findou pra vós
    Como findou pra mim”

    Espero ter contribuído para seu Top Top.

    Marie, obrigado pelas contribuições! Aliás, posso lhe garantir que “o amor é uma coisa mais profunda que um transa sensual” é um verso que não será deixado de lado. :P

  • Paulo Sergio

    Generalizo meus comentários porque é só o que se ouve quando ligamos um rádio ou a TV. Nossos ouvidos passam a ser pinico.
    O que ainda pode existir de bom não tem estrutura para tocar e ficar.

    Paulo, há tempos não me pauto em FMs ou TVs pra me informar sobre música. Felizmente vivemos uma época na qual não dependemos mais de DJs ou programações repletas de jabá para ouvir novos talentos, e nem as bandas precisam necessariamente de gravadoras para divulgar suas músicas.

  • Japa

    Como assim não incluir a clássica Xibom bombom????

    Bom xibom, xibom, bombom
    Bom xibom, xibom, bombom
    Bom xibom, xibom, bombom
    Bom xibom, xibom, bombom

    Analisando essa cadeia hereditária
    Quero me livrar dessa situação precária
    Onde o rico cada vez fica mais rico e o pobre cada vez fica mais pobre
    E o motivo todo mundo já conhece
    E que o de cima sobe e o de baixo desce

    Abraço!

    Japa, você acabou de resgatar das catacumbas da minha memória pop uma banda que há tempos não me lembrava mais que existia! 88|

  • http://grandeabobora.com/ marcus

    Sempre achei que Senor Abravanel cantava, na música da pipa, Apesar de fazer tanta força em vez de Apesar de fazer tanta coisa.

  • Erika Lippi

    Não poderia deixar de postar o refrão da “maravilhosa” Ragatanga, do Rouge (será que alguém aí ainda lembra delas?!):
    “…Aserehe ra de re
    De hebe tu de hebere seibiunouba mahabi
    An de bugui an de buididipi…”
    Acho que nem tradução merece!!!!!!!!!!!

  • Paulo Sergio

    Pobre povo brasileiro.
    É todo este lixo que toca nas rádios que uns insistem em chamar de música brasileira.
    Qualquer porcaria que gravam rádio e televisão acham que agrada e tocam.
    Estamos ainda muito distantes de se compor algo que possa se chamar de música brasileira

    Devagar com o andor, Paulo. Há tempos que a melhor música brasileira não chega às rádios e TVs, boicotada pela ausência de pagamento de jabás. Menos mal que, graças à internet, hoje temos acesso mais facilitado à excelente música independente que é feita neste país. Em meu post “Cinco grandes músicas nacionais que ouvi nos últimos tempos” cito músicas de Tom Bloch, Los Porongas, Violins, Pato Fu e Mônica Salmaso. Mas poderia citar facilmente outras gravações de grupos e cantores como Terminal Guadalupe, Hereges, Roberta Sá, Superguidis, Vanguart, Guinga e dezenas de outras bandas que eu creio que você nem ouviu antes de fazer tal generalização sobre a música brasileira.

  • Marcos

    É pensar cansa …. . E não é só em baixo. Veja esta, não sei de quem é a letra, a Marina canta, veja que palavra romântica (acontecimentos) …. .Eu espero acontecimentos/E quando acontece/Festa num outro apartamento….
    O amor vale quanto brilha….

  • Ana Azevedo

    E que tal essa letra brilhantemente romântica de uma canção do galã Marcelo Augusto:
    Completamente apaixonados
    Tudo girando feito um carrossel
    Estrelas brilham pra nos espiar
    Embriagados de areia e mel

  • http://www.copicola.blogspot.com/ Flavinho

    Faltou um Crássicu… o Julietá tá, tá me
    chamando…rsrsrs, inesquecivel:
    “O véio e a véia foram busca agua na bica,
    A véia escorregou e o véio passo a…perna!”

    Muito bom!
    Abração

    Flavinho, “Julieta”, do Sandro Becker, certamente será presença obrigatória na parte II deste post. Aquelabraço!

  • http://www.ig JORGE MACIEL

    Se voce pegar todas as músicas (chamam aquilo de música) setanejas, que são puro besteirol, de cabo à rabo, escreveria um biblioteca de mentecaptalidade tupiniquim.
    Como dizia o grande Chico Anizio em um de seus personagens:
    “A gonorância é que travanca este país.”

  • http://www.ig JORGE MACIEL

    Meu Deus. Tem aquela do portuguesinho, Roberto Leal:
    Essa dança que eu inventei
    é dança de muita lata
    junta o vira portugues
    com o carinho da mulata.
    Tinha que ser, mesmo, de uma ótica lusitana.

  • Miranda

    É o Pereio que faz a locução no final do Rap do Ovo?

    Sim, Miranda. Paulo Cesar Pereio em pessoa, fazendo a voz de Deus no inoxidável filme “O Inspetor Faustão e o Mallandro”!

  • Diego Goes

    Inagaki,

    um dos melhores posts dos últimos tempos da última semana! Você, como sempre,se superando! Adoro esta coisa de listas – na verdade, depois do Rob de Alta Fidelidade, quem não gosta?
    No Top 5 Aserejês Prugurunduns, faltou a mais cRássica da axé music de todos os tempos, Prefixo de Verão:

    Ae, ae, ae, ae
    Ei, ei, ei, ei
    Oô, oô, oô, oô, oô, oô, o

    Quando você chegar
    Quando você chegar
    Quando você chegar
    Numa nova estação
    Te espero no verão

    o que me faz perguntar: o que seria da música baiana sem as vogais?

    Abraço!

    Diego, excelente constatação. Tem muito letrista de samba-enredo que também ficaria lascado com a ausência dos corinhos vocálicos!

  • http://diariodelaoxitocina.blogspot.com Cíntia

    Acabo de encontrar a letra da música do Xirú Missioneiro da qual me lembrei lendo esse post, destaco aqui a parte das “metáforas gaudérias” que eu citei antes:

    “Outro dia ela inventou de me arrastar pra uma boate
    E me fez dar uns pinote numa dança internacional
    Vi uma luz de tudo cor igual a uma bexiga furada
    Se vorteando pendurada num barulhão infernal
    E eu mais à toa que um cusco
    Abichado nas oreia
    E um refrego que incandeia
    Mas pra não perder a guria
    Eu segui me chacoalhando
    Com aquela moça maluca
    Parecia uma égua xucra
    Laçada pela virilha”

    O nome da música é “O Guasca e a Roquera”, podia entrar também pra listinha que você fez outro dia anti depressiva…(tenta imaginar alguém se movendo como uma égua xucra laçada pela virilha…)

    Até loguinho, acho que ainda vou lembrar de mais exemplos pro seu banco de dados.

    Cíntia, a julgar pelo exemplo desenterrado por você, é bem capaz que role um Top 5 de versos gaudérios!

  • Felipe

    hehehe
    vamos ver
    Fernando Mendes em “Cadeira de Rodas”:
    “Hoje eu vivo sofrendo e sem alegria.
    Não tive coragem bastante pra me decidir.
    Aquela menina em sua cadeira-de-rodas
    Tudo eu daria pra ver novamente sorrir.”
    O clássico Odair José em “Eu vou tirar você desse lugar” (imortalizada numa parceria com caetano veloso cantada ao vivo no disco phono73)sobre sua paixonite por uma moça da vida:
    “Olha… A primeira vez que eu estive aqui
    Foi só pra me distrair
    Eu vim em busca do amor
    Olha..
    Foi então que eu te conheci
    Naquela noite fria
    Em seus braços
    meus problemas esqueci”

  • http://diariodelaoxitocina.blogspot.com Cíntia

    Nossa Alexandre, você desenterrou coisas aí de dar medo hein?!
    Ri muito com esse seu post, fazia horas que nao ouvia falar dessa música do Tico-tico, a sra. que trabalhava na casa da minha vó escutava uma rádio onde tocava isso todos os dias, aí pelos anos 80.

    Quanto ao top 5 dos tradutores traidores, acho que um dos maiores assassinatos dos últimos anos foi o que cometeram Seu Jorge e Ana Carolina com a música Blower’s Daughter do Damien Rice. Dá vontade de correr pra baixo da mesa quando se escuta aquilo, de pura vergonha alheia.

    Quanto a letras e metáforas algo inusuais, recomendo escutar “Xirú Missioneiro” ou “Mano Lima” (devidamente munido de um dicionário gauchês). Certamente rende uma outra listinha de top 5…

    Abraço e valeu pelas risadas que esse seu post provocou.

    Cíntia, bem (ou mal) lembrado: “Blower’s Daughter” é uma belíssima música. Desde que não seja ouvida na pra lá de traidora “tradução” da dupla Jorge e Carolina… Correrei atrás das canções gaudérias citadas por você. B)

  • http://wanlima.blog.terra.com.br/ Wanderson Uchôa

    Inagaki, a do Umbu me lembrou uma do Rey Bianchi “Red Bullça”

    Red Bullça
    Eu não sabia o que era red bull
    E me disseram red bull é um energético
    Eu não sabia o que era um energético
    E me disseram energético é red bull
    Então eu resolvi experimentar
    Uma latinha eu tomei para provar

    Não esperava redbull ser tão
    Não esperava red bull ser tão gostoso

    Wanderson, esses versos que você citou aí são uma total revelação para mim. Não sei se agradeço ou se praguejo por tomar conhecimento dessas aberrações, he he!

  • Dai

    Esse eu não sei classificar… mas é poesia pura: “O piercing dela refletia a luz do sol…” (A cera – O surto)

    Verso com uma super sacada! Entendeu, entendeu!?
    “Eu vou de escada / Pra elevar a dor”
    (Elevador – Ana Carolina)

    Mais concretinismos pascoais:
    “Amara, dzaia, zoi, ei / Dzaia, dzaia, ain, in, in, ingá / Num, man an”
    A primeira vista – Chico César

    Ótimas contribuições, Dai. Com certeza estarão na parte II deste post. :D

  • http://herikamiya.blogspot.com/ Herika

    kkkkkkkkkk
    Não vou classificar, vou deixar essa parte chata pra você, mas me lembrei de muitas músicas toscas.
    Chopis Centis do Mamonas Assassinas:
    Quantcha gente,e,
    Quantcha alegria (he, he, he),
    As minha felicidade
    é um crediário
    nas Casas Bahia.

    E aquela do Jacó e Jacozinho, Pepino:
    Eu não quero mais pepino
    Eu não quero mais pepino
    Nem do grosso e nem do fino
    Eu sofro do intestino
    Deus o livre, mas que pepino Jacó
    Mas eu não quero pepino Jacozinho
    O que você quer que eu faça, só dá pepino uai

    E claro que não podia deixar de lembrar de Julieta tá do Sandro Becker:
    Eu vinha andando no caminho e encontrei um urubu,
    Pisei no rabo dele ele mandou tomar… cuidado
    Julieta-tá, tá me chamando,
    Julieta-tá, tá me chamando

  • http://blog.blogueisso.com Leonardo Fontes

    O melhor verso da MPB: “ciúme, ciúme, ciúme louco, reboco da parede da paixão”. Pena que esqueci o nome da banda de forró que canta, mas o verso é perfeito.

    Ei, esse verso é bacana, Leonardo! E bem melhor construído (metáforas óbvias à parte) que aqueles versos “você é meu amorzinho/ você é meu amorzão/ você é o tijolinho/ que faltava na minha construção”, daquele hit da Jovem Guarda gravado pelo Bobby di Carlo…

  • aninha

    Deixo aqui a minha colaboração com um mash-up de Top 5 Merchandising + Top 5 Duplo Sentido na voz de Tati Quebra Barraco: “Entrei numa loja, estava em liquidação. Queima de estoque, fogão na promoção. Escolhi da marca dako porque dako éh bom! Dako éh bom! Dako éh bom!
    Calma minha gente, é só a marca do fogão!!!”

  • http://revistaerrata.blogspot.com/ [ dr. JEKYLL ] – revista ERRATA

    Nosso cancioneiro popular é rico o bastante pra rechear zilhares de “Tops Tosqueiras”, mas do “Top Tradutores Traidores & Outros”, a primeira que vem à minha mente é: “Sempre estar lá/ E ver ele voltar/ Não era mais o mesmo/ Mas estava em seu lugar…” (O Astronauta de Mármore, “Nenhum de nós” brincando de Psicose com “Starman” do David Bowie).

  • Lilian

    Inagaki, a música do “balanço da cama” é da Companhia do Pagode, uma grupo de axé daqui de Salvador que GRAÇAS A DEUS não existe mais. Rapaz, eu lembro que no final dessa música o cara ficava repetindo interminávelmente nhéc,nhéc, róinc, róinc… eu cheguei a ter pesadelos com essa letra. Vixe!

    Obrigado pela observação, Lilian! É que pra mim Companhia do Pagode, Cambada do Samba, Gangue do Reco-Reco, é tudo a mesma inhaca. ;)

  • http://yassuda.org/blog Luiz Yassuda

    Lista fantástica. Fez eu me lembrar de muita coisa tosca, incluindo minha busca heróica pela MP3 do Rap do Ovo. “Falando em ovo, eu gosto do cozido. Ele que me deixa forte pra encarar qualquer bandido”.

    E obrigado por esta inclusão nos blogs da semana. =)

    Grande Yassuda, por falar no Rap do Ovo, creio que vale a pena aproveitar a ocasião para embedar o vídeo desta inolvidável música!

  • Anônimo

    A música do peixe é de Juan Luís Guerra. E é bem bonita, viu? Pode rir…rs

    Ôpa, valeu pelo adendo, Gravatai! Quanto à sua observação sobre a beleza da música… Hmm. XX(

  • http://attu.typepad.com/universo_anarquico tina oiticica harris

    Ah… Tem má vontade contra o gênio d’Os Mutantes Arnaldo Baptista, Fagner, Djavan, e outros mais.
    Que tal Zé Ramalho e Amelinha naquela “E o vento socde a cabeleira vermelha, …. procurando por um…”

    E a cafonérrima canção adota pela Tropicália, Coração de Mãe, certamente é hors concurs.

    Bem, cada um tem suaa listas. ALgumas eu conhecia outras não. Deixeu te amar, faz de conta que sou o primeiro… (Agepê)

    Tina, ninguém, por mais talentoso que seja, tem salvo-conduto para escapar impune às derramadas poéticas que cometeu na vida, Djavan e Caetano que o digam. Listas do tipo seriam muito sem graça se poupassem os medalhões só porque são medalhões, não? Em tempo: a regravação do Caetano para “Coração Materno” do Vicente Celestino é ótima. E o arranjo de cordas que o Rogério Duprat fez para essa música é estupendo!

  • Anônimo

    “Nada mal
    Curtir o Terra Samba não é nada mal”
    Essa rima é tão pobrinha que vende o almoço para comprar a janta.

  • http://www.musicasequasetudo.blogspot.com Nadja

    kkkkkkkkkkk… INAGAKI!
    Eu tô rindo horrores com esse post. Me diz aí quanto tempo de pesquisa, hã?

    Ah tá faltando uma de Luís Caldas. O nosso forte é a rima: “Olha a nega do cabelo duro que não gosta de penter, quando passa da baixa do tubo, o negão começa a gritar … ”
    Altamente ofensiva para a mulher negra, mas a letra é tão pobre que dá pena.

    E tem outro clássico do Axé, do nosso forte é a rima.

    “Abalou, abalou, sacudiu, balançou, coração é só felicidade. Abalou, abalou, isso sim é amor de verdade!”

    E tem mais, e é a melhor. Essa última Carlinhos Brown que canta.

    “O AMOR DE JULIETA E ROMEU, IGUALZINHO AO MEU E SEU”

    Nadja, só sei que Carlinhos Brown mereceria um top 5 à parte. :D

  • http://fudeblog.zyakannazio.eti.br Cesar Cardoso

    “Luiz Caldas, representante old school da classic axé” já valeu o post inteiro. Hehe.

Pense Nisso! Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista e consultor de comunicação em mídias digitais. É japaraguaio, cínico cênico. torcedor do Guarani Futebol Clube e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos. Já plantou semente de feijão em algodão, criou um tamagotchi (que acabou morrendo de fome) e mantém este blog. Luta para ser considerado mais do que um rosto bonitinho e não leva a sério pessoas que falam de si mesmas na terceira pessoa.

Parceiros

Mantra

A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.