O que é Design Thinking e para que serve

Por Cíntia Cittonterça-feira, 21 de janeiro de 2014

Design Thinking é mais do que simplesmente fazer sessões de brainstorming e preencher paredes com post its. É sobre desenvolver soluções que realmente importam para as pessoas que as necessitam.

Assim como a palavra Inovação, o Design Thinking tem ocupado lugar de destaque no mundo dos negócios e também das ONGs, além dos conteúdos de nossas timelines nas redes sociais.

Mas, afinal, o que é Design Thinking?

A metodologia do design é uma abordagem aos problemas que nos permite visualizá-los de um ponto de vista mais criativo e inovador. Em tempos onde precisamos fazer mais com menos, e a velocidade do conhecimento e do desenvolvimento de produtos e tecnologias viabilizaram soluções que sequer podíamos imaginar há alguns anos, essa abordagem pode fazer muita diferença.

O que é Design Thinking?

A maneira como um designer olha para o mundo é pouco convencional no mundo dos negócios e desenvolvimento de produtos, tradicionalmente mais orientados por resultados, especificações técnicas de qualidade e outros indicadores igualmente racionais. Esse novo olhar para a situação de sempre permite descobrir aquelas famosas soluções que estavam tão perto o tempo todo, mas que não eram visíveis por estarmos focando em resultados ou apenas viabilidade técnica. Continue Lendo

Dê seu coração a um cachorro, e ele lhe dará o dele

Por Alexandre Inagakidomingo, 19 de janeiro de 2014

Quem já conviveu com um cachorro sabe de todo o amor que um animal desses é capaz de dar. Cães são carinhosos, generosos, leais. E é por isso que, quando assisti ao vídeo do resgate de Fiona, uma pequena cadela que sobrevivia em um canto abandonado no sul de Los Angeles, cega, tremendo de frio e infestada por pulgas, ciscos começaram a cair misteriosamente em meus olhos, estimulando minhas glândulas lacrimais e incomodando minhas lentes de contato (o que é estranho, já que não uso lentes).

Fiona foi salva por uma ONG, a Hope For Paws, que cuidou de sua recuperação, tratando-a com o carinho merecido e levando-a a um veterinário que ainda conseguiu recuperar a visão de um de seus olhos. Algumas semanas depois, Fiona foi adotada por um casal, que enviou fotos dela em seu novo lar, entretida com um macaquinho de brinquedo.

Fiona-adotada

Navegando pelo canal do YouTube da Hope For Paws, encontrei outros vídeos de resgates de cães abandonados em condições tão comoventes quanto a história de Fiona. Será difícil esquecer, por exemplo, da expressão de medo de Holly, mais uma cachorrinha que deve ter sido muito maltratada por seres humanos (os piores animais da face da Terra), ao ser encontrada pelos voluntários da ONG. Os segundos iniciais do vídeo a seguir, que mostram Holly encolhida, rosnando e tremendo de pavor, foram doloridos de se ver. Continue Lendo

Cantigas de roda para a geração mertiolate-que-não-arde

Por Alexandre Inagakiquinta-feira, 16 de janeiro de 2014

“Atirei o pau no gato, mas o gato não morreu. Dona Chica admirou-se do berro que o gato deu.” Todo mundo já ouviu essa historinha alguma vez na vida. Porém, há quem ache que os versos desta cantiga clássica poderiam estimular crianças abiloladas a cometerem violências contra animais. E assim, surgiu a versão edificante (ou não) cantada por Aline Barros, cujos versos dizem:

Não atire o pau no gato
Porque isso não se faz
Jesus Cristo nos ensina
A amar, a amar os animais
Amém!”

O cravo brigou com a rosa. E agora?

Outras versões edulcoradas de cantigas infantis andam sendo disseminadas em escolas que pregam a cartilha do politicamente correto, na qual ninguém mais bate em ninguém e todas as histórias têm um final feliz. Vide o que andaram aprontando com “O Cravo e a Rosa”, cujos versos originais dizem: Continue Lendo

Ouça as quatro músicas indicadas ao Oscar 2014 de Canção Original

Por Alexandre Inagakiquinta-feira, 16 de janeiro de 2014

O anúncio dos indicados ao Oscar 2014, apresentado por Chris Hemsworth e Cheryl Boone.

Foram anunciados os indicados ao Oscar 2014. Os vencedores da 86ª edição do Troféu Imprensa do cinema mundial serão anunciados no dia 2 de março, em Los Angeles.

É uma pena que meus candidatos favoritos à categoria de Melhor Canção Original, que constavam da pré-lista anunciada pela Academia em 16 de dezembro do ano passado, não foram indicados: “Last Mile Home”, gravada pelo Kings of Lion para a trilha sonora de Álbum de Família, e “Together”, do The xx, que integra a trilha de O Grande Gatsby. Continue Lendo

Solidão Moderna

Por Mentor Muniz Netoquarta-feira, 08 de janeiro de 2014

Os dois se conheceram há uns 40 anos, ainda no tempo do Facebook.
Ele morava em Sidney, na Austrália.
Ela morava em Uruguaiana, no Brasil.
Ele apareceu para ela como sugestão de amizade.
Ela deu um trago no cigarro e clicou em sua foto, só de farra.
O perfil dele era aberto.
Escrevia em inglês.
Só depois de uma hora, ela decidiu clicar na solicitação de amizade.
Ela nunca tinha feito isso.
Pedir a amizade de um desconhecido.
Mas a rotina daquele dia tinha sido especialmente cansativa.
Foi a maior loucura que fez no dia.
Ela era tímida.
Sofria para se relacionar ao vivo.
A solicitação foi na velocidade da luz até os servidores do Facebook nos Estados Unidos e de lá, pulando diversos nós de rede, bateu na tela dele, que respondeu instantaneamente.
Ele não fumava.
Era extrovertido, adorava conhecer gente.
Raramente checava o Facebook antes de sair para o escritório.
Mas naquele dia teria tantas reuniões que resolveu checar ainda de casa.
Aceitou a amizade de uma brasileira desconhecida.
E foi assim que começou. Continue Lendo

Pombos urbanos

Por Alexandre Inagakiterça-feira, 07 de janeiro de 2014

Algumas das lembranças mais marcantes de minha infância são as viagens que minha família fazia à cidade onde meus avós maternos moravam. Inúbia Paulista é uma cidade pequeníssima do interior de São Paulo, localizada a 578 km da capital. Tem pouco mais de três mil habitantes, ou seja, quase a mesma população do Edifício Copan, no centro de São Paulo. Ou, para usar uma comparação menos paulistana, pode-se dizer que seriam necessárias quase vinte e cinco Inúbias para lotar um Maracanã.

A cidade é uma verdadeira válvula de escape da neurose urbana. Mas nunca foi uma Pasárgada para mim: uma semana em Inúbia era o suficiente para morrer de tédio com a falta de opções de lazer. Em compensação, até hoje é possível colocar uma cadeira no meio da rua, sentar nela e se deliciar, no meio da noite, com o frescor das brisas desbloqueadas de edifícios, e com a beleza que é poder vislumbrar um céu limpo e cheio de estrelas.

Um de meus passatempos prediletos era o “lançamento de chinelos”. Sentados na varanda da casa de meus tios Michiko e Tsutomu, eu e meus irmãos balançávamos as pernas a fim de impulsionar nossas havaianas em direção à calçada do outro lado da rua, quase sempre deserta. Descalços, corríamos depois para recolher nossos chinelos, desviando das bostas dos cavalos das carroças que eventualmente passavam.

De chinelos na varanda.

Também ia muito à casa de meu avô, Shigueo, que criava porcos no quintal, geralmente destinados aos banquetes de Ano Novo. Gostava de arrancar folhas das bananeiras para alimentá-los, e depois ouvi-los mastigando a comida, quando eles oincavam de satisfação.

Mas meu passatempo predileto era assustar pombos. Continue Lendo

2013

Por Alexandre Inagakiterça-feira, 31 de dezembro de 2013

Papa Bento XVI renunciou e foi substituído pela personalidade do ano da Time. Snowden revelou as espionagens americanas. Obama está lendo suas DMs. Marco Civil da Internet teve o download interrompido. Dilma boladíssima cancelou a viagem aos EUA e deu uns rolês de moto. desculpetranstorno O braço direito de David Santos, ciclista, foi amputado e jogado em um córrego. Spider perdeu duas vezes para Weidman e quebrou a perna esquerda. Justin Bieber foi filmado dormindo, pichou muro e anunciou falsa aposentadoria. Essa carne é Friboi? Você faz o quadradinho de 8? Te mandei um Whatsapp. PRE-PA-RA. Ostentação agrega valor ao camarote? Twerking é uma variação gringa da surra de bunda? Há esperança na Síria? Mãe, no céu tem pão? Não à PEC 37! Manifestantes subiram a rampa do Congresso. Os beagles foram resgatados. Sandra Bullock ficou perdida no espaço. Ben Affleck é o novo Batman. Daniela Mercury não saiu do armário porque nunca esteve nele. Marco Feliciano não me representa. Continue Lendo

  1. « Página anterior
  2. Próxima página »
  3. 1
  4. (...)
  5. 4
  6. 5
  7. 6
  8. 7
  9. 8
  10. (...)
  11. 88
Pense Nisso! Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista e consultor de comunicação em mídias digitais. É japaraguaio, cínico cênico. torcedor do Guarani Futebol Clube e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos. Já plantou semente de feijão em algodão, criou um tamagotchi (que acabou morrendo de fome) e mantém este blog. Luta para ser considerado mais do que um rosto bonitinho e não leva a sério pessoas que falam de si mesmas na terceira pessoa.

Parceiros

Mantra

A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.