Aulas de inglês até no caminhão

Por Cíntia Cittonquinta-feira, 10 de março de 2016

Por mais que muitos reconheçam que agora inglês é pré-requisito e não diferencial, apenas 5% dos brasileiros falam inglês, e apenas 1% tem algum grau de fluência. Muitos repetem conceitos sem ter a menor ideia do significado e suas falas acabam parecendo com a conversa entre Zeca Baleiro e Zeca Pagodinho no Samba do Approach.

Na minha vida saber inglês me permitiu conhecer pessoas e culturas interessantes, viajar independente de intérpretes, pesquisar em sites internacionais, assistir vídeos com os autores dos meus livros favoritos, ler notícias de jornais de todo o mundo (num mundo polarizado, sempre é bom poder conhecer outras versões dos fatos que nos são apresentados) e até mesmo conseguir meu primeiro emprego.

Algumas vezes em eventos de startups vejo grupos apresentando como novidade ideias que já foram feitas por outras empresas do mundo, sem sequer ter visto como estas empresas executam a ideia para ter um benchmark mínimo. Me entristece pensar que muitos não percebem o tamanho das oportunidades e a quantidade de recursos que se tornam acessíveis a partir do momento em que se fala inglês… Continue Lendo

O Oscar em que DiCaprio desencantou e Gloria Pires roubou a cena

Por Alexandre Inagakisegunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

A grande questão que mobilizou mentes e corações neste Oscar 2016 era saber se Leonardo DiCaprio finalmente ganharia sua primeira estatueta, após ter sido indicado pelas atuações em Gilbert Grape: Aprendiz de Sonhador (1994), O Aviador (2004), Diamante de Sangue (2006) e O Lobo de Wall Street (2013), por seu papel em O Regresso. O resultado foi o fim de uma piada e a injustiça pelo urso não ter sido citado no discurso de agradecimento.

Internet, essa garota marota que nunca me decepciona.

Publicado por Alexandre Inagaki em Domingo, 28 de fevereiro de 2016

Continue Lendo

Oscar 2016: palpites sobre quem vai ganhar e quem merecia mais o prêmio

Por Alexandre Inagakisábado, 27 de fevereiro de 2016

Na categoria de Melhor Mãe Dinah dos Prêmios de Hollywood, meu melhor desempenho foi em 2014, ano em que acertei 21 de 24 palpites. Agora, porém, as coisas estão mais complicadas: não há um favorito muito claro na categoria de Melhor Filme, uma vez que os três principais sindicatos de Hollywood se dividiram. Enquanto O Regresso ganhou o prêmio principal do sindicato dos diretores, A Grande Aposta foi o favorito dos produtores e Spotlight venceu a categoria de Melhor Elenco segundo os atores. Porém, como O Regresso também levou os prêmios de Melhor Drama no Globo de Ouro e de Melhor Filme segundo o BAFTA, possui certa vantagem nessa briga. A seguir, minhas considerações sobre quem creio que serão os premiados, quais indicados estão no páreo ainda e quais seriam os vencedores caso eu fosse o Big Boss da Academia. Continue Lendo

O encontro de Alfred Hitchcock com Stanley Kubrick

Por Alexandre Inagakisexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Hitchcock e Kubrick dirigindo um filme a quatro mãos?

“Jimmy estava tendo um dia realmente bonito, até que ele esbarrou em Jack e as coisas começaram a ficar estranhas”. É com esta singela descrição que os diretores Adrien Dezalay, Emmanuel Delabaere e Simon Philippe apresentam o sensacional mashup que fizeram com filmes dirigidos por Alfred Hitchcock e Stanley Kubrick, aproveitando cenas dos três longas do Mestre do Suspense que foram protagonizados por James Stewart: Janela Indiscreta, Um Corpo que Cai e O Homem que Sabia Demais. O resultado fantástico (em vários sentidos) pode ser conferido no vídeo a seguir (NSFW). Continue Lendo

Dia dos Namorados ou Valentine’s Day?

Por Alexandre Inagakidomingo, 14 de fevereiro de 2016

Por que o Dia dos Namorados é comemorado dia 12 de junho no Brasil, enquanto em países como os Estados Unidos e a maior parte da Europa (incluindo Portugal), o Valentine’s Day é celebrado em 14 de fevereiro?

Reza a lenda que 14 de fevereiro foi o dia da morte de São Valentim, bispo que, na época em que o Império Romano era comandado por Cláudio II, celebrava às escondidas casamentos de jovens apaixonados, em tempos nos quais o imperador havia proibido matrimônios por crer que homens solteiros eram melhores guerreiros. Ao ser descoberto, Valentim teria sido preso e condenado à morte. Essa história, que consta na Wikipedia em português, foi no entanto colocada em dúvida pela própria Igreja Católica, que em 1969 deixou de celebrar seu dia pela falta de provas da sua existência (o verbete em inglês da Wikipedia, bem mais completo, narra toda essa controvérsia).

No Brasil, a história é bem mais simples e objetiva. Continue Lendo

  1. « Página anterior
  2. Próxima página »
  3. 1
  4. 2
  5. 3
  6. 4
  7. 5
  8. (...)
  9. 131
Pense Nisso! Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista e consultor de comunicação em mídias digitais. É japaraguaio, cínico cênico. torcedor do Guarani Futebol Clube e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos. Já plantou semente de feijão em algodão, criou um tamagotchi (que acabou morrendo de fome) e mantém este blog. Luta para ser considerado mais do que um rosto bonitinho e não leva a sério pessoas que falam de si mesmas na terceira pessoa.

Parceiros

Mantra

A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.