Desafio Urbano: São Paulo é uma caixinha de surpresas (publieditorial)

Por Alexandre Inagakiterça-feira, 05 de março de 2013

Que tal passar um sábado a bordo de um carro como o MINI ONE, vagando pelas ruas paulistanas e passeando por lugares como um karaokê na Liberdade, um sebo de livros no Centrão e a feira da Praça Benedito Calixto? Pois bem: o Desafio Urbano, que levou 10 blogueiros e 10 fãs da Samsung e da MINI no Facebook a participarem de uma gincana valendo ao grande vencedor um Galaxy S III Mini e um MINI ONE, me proporcionou boas doses de correria desabalada, pagações de mico e diversão. E teve como ponto inicial um cartão postal clássico de São Paulo: o Mercado Municipal.

MINIs no Mercado Municipal em SP

Todos os participantes se encontraram no espaço de eventos do Mercado Municipal, a fim de receber as coordenadas de uma caça ao tesouro abilolada na qual cada pista recebida era uma charada que levaria a um outro lugar em São Paulo com outra pista nos aguardando. E enfim descobrimos, na apresentação feita pela organização do Desafio Urbano, como seriam as provas que nos fizeram explorar o labirinto de ruas da metrópole paulistana.

Momento Ramones no Desafio Urbano Samsung MINI

Cada dupla teve que desvendar sete desses enigmas, até chegar ao ponto final. Detalhe: com exceção do CNH do piloto (um dos fãs de Samsung e MINI no FB), todos nós deixamos nossos pertences (bolsas, carteiras e celulares) num saco lacrado, contando apenas com um Galaxy S III Mini, emprestado pela organização do evento, para nos orientarmos pela cidade. Assim, eu, que fiz dupla com o intrépido Marcel Bely, fui o navegador encarregado de usar os recursos do smartphone para desvendar as pistas e orientá-lo pelas ruas de Sampa City.

Eu e meu parceiro Marcel Bely.

O tempo de deslocamento entre um e outro lugar não contou na contagem final que definiria os vencedores: apenas os minutos gastos entre o momento em que abríamos a porta do MINI, a fim de pegar a próxima dica de local, e o instante em que, cumprida a missão, ambos corríamos desabaladamente até voltar ao carro (proporcionando momentos de aceleração tresloucada nos quais, dentre outras coisas, levei bronca de seguranças de um shopping e fui perseguido por cachorros nas ruas do Centro).

Uma corrida desabalada no karaokê

A fim de cumprir as provas, eu e Marcel cantamos desafinadamente uma música dos Paralamas num karaokê na Liberdade, procuramos por uma pista escondida dentro de um disco do The Cure escondido numa banca da feira da Benedito Calixto, tivemos que convencer três pessoas incautas a usarem perucas e tirarem uma foto como se fossem os integrantes da banda de Robert Smith, buscamos uma chave escondida numa concessionária nas Nações Unidas, vasculhamos outra pista num tablet na loja da Samsung no Shopping Higienópolis, procuramos por um sebo com nome relacionado ao comunismo no centro de São Paulo (era o Red Star) e, ufa, enfim matamos todas as charadas e fomos até o destino final: uma concessionária em Pinheiros onde, enfim, pudemos relaxar e tirar uma onda no teto solar do MINI ONE.

Tirando onda no teto solar do MINI ONE

Não, não ganhamos o MINI. :( Descobri depois que eu e Marcel ficamos na quarta colocação da gincana. Mas, afinal, quem ganhou a disputa, que contou com a participação dos intrépidos blogueiros do Papo de Homem, youPIX, Querido Leitor, Hypeness, A Janela Laranja, IdeaFixa, Garotas Geeks, Carplace e MADMAG? Acompanhem as cenas dos próximos capítulos (junto com o vídeo da ação, que estou curiosíssimo pra conferir).

Pense Nisso!
Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista, consultor de projetos de comunicação digital, japaraguaio, cínico cênico, poeta bissexto, air drummer, fã de Cortázar, Cabral, Mizoguchi, Gaiman e Hitchcock, torcedor do Guarani Futebol Clube, leonino e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos, não necessariamente nesta ordem.

Categorias:

Comentários do Facebook

Comentários do Blog

Pense Nisso! Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista e consultor de comunicação em mídias digitais. É japaraguaio, cínico cênico. torcedor do Guarani Futebol Clube e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos. Já plantou semente de feijão em algodão, criou um tamagotchi (que acabou morrendo de fome) e mantém este blog. Luta para ser considerado mais do que um rosto bonitinho e não leva a sério pessoas que falam de si mesmas na terceira pessoa.

Parceiros

Mantra

A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.