A origem da Lei de Gérson

Por Alexandre Inagakiterça-feira, 08 de abril de 2008

Gérson de Oliveira Nunes foi um dos melhores meio-campistas de toda a história do futebol brasileiro e teve participação fundamental na conquista da Copa do Mundo de 1970. No entanto, terá seu nome imortalizado não apenas por suas contribuições esportivas, mas também por ter batizado uma das poucas leis que são regiamente respeitadas no Brasil, ao lado da Lei da Gravidade e da Lei de Murphy.

É preciso levar vantagem em tudo, certo? Ou errado?A malandragem, a esperteza e o tão propagado “jeitinho brasileiro” ganharam seu enunciado definitivo graças a uma frase que Gérson pronunciou em uma propaganda de televisão veiculada em 1976, para os cigarros Vila Rica. No comercial, o ex-armador do São Paulo discorre sobre várias vantagens do cigarro que anunciava: “É gostoso, suave e não irrita a garganta”.

Para arrematar sua argumentação em prol da marca, Gérson questiona: “Por que pagar mais caro se o Vila me dá tudo aquilo que eu quero de um bom cigarro?”. Em seguida, com um sorriso malicioso, diz a infame frase que, descontextualizada, tornou-se o bordão definitivo da terra dos espertalhões, das propinas e da generalizada falta de ética neste país: “Gosto de levar vantagem em tudo, certo?”. Confiram a seguir, graças ao usuário memoriadatv do YouTube, o histórico comercial dos cigarros Vila Rica.

Até hoje Gérson é injustamente penitenciado por ter estrelado uma campanha publicitária que, involuntariamente ou não, captou uma essência básica do imaginário coletivo nacional. Fica aqui a lição, caros amiguinhos e inimiguinhos: nem sempre vale a pena aceitar todas as propostas comerciais que vocês recebem.

* * * * *

P.S. 1: Meu Guarani Futebol Clube escapou, quase que miraculosamente, de mais um rebaixamento, para o júbilo da modesta confraria de blogueiros bugrinos, integrada por Bruno Ribeiro e Delfin, meus colegas de masoquismo ludopédico. Cito um dos versos do hino de nosso clube: “Na vitória ou na derrota, hoje e sempre Guarani!

P.S. 2: Excelente o slogan que encontrei no site da agência Garage: “A internet é o rock’n'roll da propaganda”. B)

P.S. 3: Depois de ler alguns comentários deixados em meu texto anterior, eu só espero que a próxima lei a vingar neste país não seja a Lei de Talião.

Pense Nisso!
Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista, consultor de projetos de comunicação digital, japaraguaio, cínico cênico, poeta bissexto, air drummer, fã de Cortázar, Cabral, Mizoguchi, Gaiman e Hitchcock, torcedor do Guarani Futebol Clube, leonino e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos, não necessariamente nesta ordem.

Categorias:

Comentários do Facebook

Comentários do Blog

  • Pingback: Qual é a cara do Brasil? | Pensar Enlouquece, Pense Nisso

  • dudu

    huum!!

  • haruebr@hotmail.com

    levar vantagem

  • Benilton

    Qual é a vantagem em fumar?
    Essa malandragem só é vantagem p/ quem fabrica e vende tal droga lícita.
    Qual vantagem em ser fumante e queimar dinheiro enroladinho?
    Voluntáriamente paga dízimo p/ o capeta.
    Por isso a conotação negativa de nexo causal ficou fortemente estabelecida.
    E Gérson não viu isso, não driblou a sua própria burrice e a ganãncia por Din Din.
    O canhotinha de ouro estava mesmo passando fome,tadinho.

  • http://www.macacoevoluido.blogspot.com Thiago

    é o sr Gerson ai ganhou sua grana pra fazer isso, e não fiquem com pena dele.
    mas essa lei nos é ensinada todos os dias na TV e na Sociendade em que se pode fazer o que quizer e não receber as penas.
    vlw man

  • Manela

    Chama todo mundo de BARANGA mas não enxerga a si próprio…
    Ganhou dinheiro fácil fazendo publicidade indevida e ainda declarou que gosta de levar vantagem em tudo…
    Do que sai pela boca está cheio o coração!
    Nunca foi um verdadeiro ATLETA, FUMAVA rios de cigarros e só conseguiu jogar porque na época a condição física não era indispensável. Podia-se ficar ANDANDO em campo. È só ver os vídeos dele no YOU TUBE.
    Não corriam, ANDAVA-SE até quase a área adversária.
    Aliás o sistema globo de rádio é muito estranho! Na CBN há publicidade até hoje da Souza Cruz, num programa de um jornalista que diz seguir o BUDISMO.
    Tem os dizeres: “A souza cruz faz bem para o Brasil”.
    Como podem ser tão MÍOPES?
    Como se pagar impostos em dia e combater o desmatamento fosse algo a se vangloriar!
    E ARRUINAR PULMÕES, PROVOCAR CÂNCER e MATAR PESSOAS?
    É! A lei de Gérson tem seus asseclas até hoje!
    Quem são os verdadeiros BARANGAS?
    Os jogadores que não são tão habilidosos ou os que sabem jogar bola mas não sabem ser verdadeiros EXEMPLOS para a vida?
    Os piores BARANGAS que podem existir são esses exemplos!
    É ZEEEEEEROOOOOO para eles!

  • TONI FERREIRA

    Aprovem meu comentário, não sejam como o Desembargador do Tribunal de JUstiça do Distrito Federal e Territórios, que, por gratidão à família Sarney por sua nomeação para aquele tributal, censurou o Jornal o Estado de São Paulo, através de uma liminar sem fundamento e espúria concedida ao arrepio da lei, já que aquele margistra sendo amigo dos Sarney não poderia atuar naquele processo. Com certeza, dentro da técnica de julgamento, ele aplicou a Lei de Gérson.
    ALIÁS, POR ESSA LEI O GÉRSON DEVERIA RECEBER A MAIS ALTA COMENDA CONFERIDA PELO TRÊS PODERES DA REPÚBLICA A PERSONALIDADES QUE SE DESTACARAM E CONTRIBUIRAM PARA A FORMAÇÃO CULTURAL DO POVO BRASILEIRO.
    É MUITO BOM QUANDO ALGUÉM RETRATA A REALIDADE CULTURAL E OS COSTUMES FIÉIS DE UM PAÍS.

  • TONI FERREIRA

    Não vejo nada demais no comercial do cigarro Vila Rica que o Gerson fez no ano de 1976. Naquela época e sempre a maioria dos brasileiros, principalmente os picaretas dos governos estaduais, federais e municipais e os demais pilantras dos outros Poderes da República sempre procuram levar vantagens em tudo.
    E tenho exemplos vejam a vida da maioria dos fiscais de tributos nos estados.. São sempre magnatas, embora percebam um salário mísero, afora as comissões dadas pelo próprio Estado. Vigarice pura o Estado incentiva a autuação do contribuinte de qualquer forma e o fiscal ganha sua comissão a partir daí.
    E aí se vão uma listagem completa de robalheiras que esse HD não comportaria: Licitações fraudulentas, mensalões, vendas de sentenças e liminares no judiciário, compra de votos com o dinheiro público, voto obrigatório, “bolsa esmola” para um povo sem perspectiva de vida e de futuro. Mil etc….

  • http://quemmatouorock.blig.ig.com.br/ LOBÃO

    COM CERTEZA O BRASIL É O UNICO PAIS QUE SE TEM NOTICIA QUE UMA LEI É APROVADA E SE ESPERA PARA VER SE A LEI PEGA OU NÃO COMO DIRIA BORIS “ISSO É UMA VERGONHA” POREM TA AÍ UMA LEI QUE PEGOU

  • http://www.serbon.blogspot.com Serbão

    essa propaganda é um classico… acho que Gerson não imaginava a conotação que a frase ganharia. até hj ele se arrependeu da campanha.

    ele fumava mesmo, e jogava muito. aquele lançamento dele para o gol do Pelé contra Tchecoslováquia, hein???

    Off topic – valeu a indicação pro meu post!!! :) ser indicado aqui é uma honra!

    R: Serbão, nada mais fiz do que cumprir com a obrigação de indicar coisas boas para os leitores deste blog, rapaz. Aquelabraço!

  • Mariângela de POA

    hoje uma propaganda como esta não iria mais ao ar em nome do “politicamente correto” mas o brasileiro(a maioria) ainda continua querendo levar vantagem em tudo,vide a bandalheira que é a nossa cena política,boa semana para ti.

    R: Mariângela, faço outra observação em cima do seu comentário: qual atleta, hoje em dia, teria a pachorra de assumir publicamente que fuma? ;)

  • http://www.naosounormal.com Guto

    pois é, o interessante é que isso é tão condenado mas tantas outras vezes essa malandragem, essa ginga, é elogiada e aplaudida. o pior, entretanto, é que brasileiro tem muito de “faça o que eu digo, não faça o que eu faço” =/

  • http://www.nandonakutis.blogspot.com Nando Nakutis

    Creio que se a lei fosse “tirar proveito” ao invés de “levar vantagem” o jogo estaria mais equilibrado, já que o que convém nem sempre é estar por cima.

  • http://indo-e-vindo.blogspot.com/ Jacke

    Inagaki,
    primeiro, parabéns pelo blog…conheci só agora…ótimos textos.Adorei!!
    Acaba de ganhar mais uma leitora que concerteza será assídua…rs
    Sou campineira, primeiro sao paulina e segundo pontepretana. :p

    Agora qto ao texto, concordo plenamente com você: “nem sempre vale a pena aceitar todas as propostas comerciais que vocês recebem.”
    Infelizmente nem campanha, nem o futebol sao da minha época…ou seria felizmente?! rsss
    Bom..melhor deixar pra lá..

    Grande bjo!

    R: Olá Jacke (agora sem o “i”), seja bem-vinda, independentemente de preferências futebolísticas! ;D

  • Marília Neves Viana

    Oi Inagaki!
    Já acompanho seu blog tem um tempão e é a primeira vez que comento aqui. Foi o Pensar que me fez perder o preconceito contra os blogs e conhecer o cenário atual da blogosfera que pra mim era diário pessoal de miguxo!
    Abração!

    p.s: http://www.fotolog.com/perdant
    é um fotolog mas esse menino coloca uns textos muito bons aí, dá uma conferida.

    R: Marília, obrigado pela dica. Fotolog é um meio de publicação no qual dificilmente eu encontraria bons textos, bacana ver a sua garimpada!

  • http://cinemarchive.wordpress.com/ Ricardo P. Ferreira

    Meu pai sempre falava dessa lei, era praticamente um vicío dele, Obrigado Inagaki por postar esse video, eu nunca tinha visto tão famoso comercial, o qual me inspirou em minha atual filosofia de vida! heheh brincadeirinha.

  • http://groselha.wordpress.com Bia Cardoso

    Acredita que nunca tinha ouvido falar dessa história e nem sabia que existia a “Lei de Gérson”…rs.
    E aposto que nem Sérgio Buarque ou Gilberto Freyre pensavam que um jogador de futebol numa propaganda de cigarros poderia fazer um tratado sociológico sobre uma característica nata da maioria dos brasileiros. Obrigada, Ina, por me trazer mais essa.

    R: Bia, cultura pop (in)útil é aqui mesmo! ;)

  • http://www.polldaddy.com/survey.aspx?id=ce6dbe6a452d3cbb Carolina Terra

    A comunicação e as redes sociais

    Somos profissionais de comunicação que atuam em uma grande empresa de comércio eletrônico, pesquisadoras de novas tecnologias em comunicação e estudantes de pós-graduação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Gostaríamos de pedir a sua colaboração respondendo a este breve questionário — http://www.polldaddy.com/survey.aspx?id=ce6dbe6a452d3cbb — a fim de nos ajudar a traçar as tendências em comunicação digital, sobretudo no que diz respeito às redes sociais online.

    Caso tenha qualquer dúvida, entre em contato com carolinaterra@gmail.com.

    Obrigada,
    Carolina

    R: Pesquisa devidamente respondida, Carolina. Um abraço!

  • http://immemorabili.blogspot.com/ 25cm

    Finalmente um comentário inteligente sobre o assassinato da menina isabela.
    A imprensa sempre se esconde atrás de sua liberdade para cometer todos os excessos possíveis, porém, quando algúém tenta coibir logo se acham injustiçados, que a ditadura está de volta e bla bla bla.
    Exemplo clássicco de sensacionalismo é o Datena… Mas o povo gosta disso. Gosta de ver um cara esbravejando baboseiras… Gosta de ver sangue, gosta de ver quando um ladrão é linchado, adora quando a família da vítima solta a classica: EU QUERO JUSTIÇA com os olhos lacrimejando.
    É um absurdo. creio realmente que o pai foi o responsável. Mas a Consituição diz que ninguém será culpado até o trânsito em julgado da sentença condenatória!!!
    Não houve nem denúncia e ele já está condenado por todos.
    Hoje o brilhante desembargador Canguçu de Almeida deu a liminar no HC permitindo que eles acompanhem o processo em liberdade.
    Temo pela vida dos dois que fora da cadeia terão que ter segurança para não serem linchados até a elucidação do crime.
    fiquei realmente muito contente em ler algo inteligente. a maioria dos blogs prega examente a lei de Talião. os leitores então sempre se utilizam da batida máxima: direitos humanos para humanos direitos!!! PArabéns pela originalidade.
    abraço.

  • http://ao-inverso.blogspot.com/ Ninagla

    As propagandas no geral sempre tentam primeiro vender “sentimentos, idéias e conceitos” para as pessoas.
    Vender produto em si, não produz lucro.
    O produto deve resolver um problema, deve trazer resposta para o que as pessoas buscam na sua parte emocional.
    No caso do cigarro, sempre vi isto.
    Quem não gostaria de estar nas montanhas e natureza do Malboro.
    Ter vantagem em tudo, vai além, nos diz respeito à competição e sentimento oculto da sociedade.

  • http://www.fuieuassumo.blogspot.com Natylla

    Tanta coisa a dizer… séculos não passava por aqui:
    - Adoooooooro Rick Astley… Cry for Help pra mim é a melhor trilha sonora de motel EVER!! Mas, vem cá, sou só eu, ou a voz dele não combina com aquele rebolada e carinha de integrante do Polegar? A conferir…

    - Yogurt é tããão melhor que Orkut… queria ser do Mkt do Google pra sustentar a idéia….

    - Quem não sabe da estorinha jura que Gérson foi O pensador, O amigo de Kant. Santa ignorância.

    TCHAU!

    R: Natylla, pra mim trilha sonora boa de motel é composta por Portishead, Nine Inch Nails e Nina Simone. Mas isso é assunto para um outro post. :roll:

  • http://www.evilasio.blog.br Evilasio

    Talvez já vivamos num período Semi-Talionês… Depois de ver o que 2 motoristas fizeram no RJ após uma batida…

  • http://perolasdasassessorias.wordpress.com Edu

    Cara, pior que o Gerson fazendo a propaganda é fumar o Vila Rica. Eu já passei pela experiência quando era moleque. Era pior que tragar um Camel e um Hollywood juntos.
    Sem contar que essa, talvez, é a Lei mais respeitada no Brasil. Ganha fácil de Murphy e faz a da gravidade praticamente inexistir.

  • http://www.cantinhobomblog.blogspot.com Lilian

    Olá!
    Dica de boa leitura
    Política com seriedade? Confira!
    Blog: MOSAICO DE LAMA:
    http://www.mosaicodelama.blogspot.com
    Comu: POLÍTICA NÃO É LIXEIRA
    http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=30542704
    Caso não goste, delete…

  • http://leitedecobra.blogspot.com/ Kenia

    Putz, eu lembro desse comercial e o cigarro, Vila Rica, era o que meus avós fumavam.
    Odeio essa mania nacional de tentar levar vantagem em tudo. Pena que só leis desse tipo vinguem por aqui…

  • Thiago

    OOOOOOOoooo… galinhaaaa acabou… oba oba oba!!

    R: Patético ver o torcedor de um time com mais de 100 anos de existência, que nunca ganhou um título a não ser a segunda divisão do Paulista (e mesmo assim, no tapetão), e sequer disputou uma competição internacional, ver motivos pra comemorar alguma coisa. Mas enfim…

  • http://diariodelaoxitocina.blogspot.com Cíntia

    Sabe, aqui na Espanha o pessoal nao conhece a Lei de Gérson, mas se referem a esse comportamento como “picaresca”.(ou seja, nao existe só no Brasil, o problema é ter virado “Lei” ou “marca registrada”.Eu, particularmente, prefiro que nos conheçam como o país do Samba, mesmo sem saber sambar)

    Acho que vc sabe que nao gosto de generalizar em se tratando de nacionalidades, etnias, etc. Mas é verdade que esse comportamento é identificado como tipicamente “latino” e, além de causar sérios estragos nas nossas instituiçoes, acaba com a credibilidade da gente. É uma pena, e enquanto ser “exxxperrto” estiver na moda pouca coisa muda…

    Abraço e parabéns pelo seu glorioso time, o meu Juventude parece que também se deu bem esse fim de semana.

    Cíntia
    PS ref ao seu PS2:tinha que existir um motivo pra internet me viciar tanto.

    R: Cíntia, concordo plenamente com suas observações acerca da Lei de Gérson. Mas, falando agora da tal caixinha de surpresas, bom saber que ao menos um time alviverde do interior está vivendo boa fase, tendo se classificado para as finais do Gauchão e as oitavas da Copa do Brasil. Boa sorte pro seu Juventude aí! ;)

  • aninha

    Este eh o meu primeiro teste de conexao com lap novo + modem 3G da Claro. Fiz questao de estrear com num comentario no seu blog. Para ser realmente perfeito, so falta voce aqui do meu lado (ps- ainda nao consegui ajustar os acentos do teclado) Um beijo grande e ja com saudades.

    R: Oi gatinha, que estréia em grande estilo, hein? Hi, hi! ;)

  • Ione Fonseca

    oi, nasci em 76… mas meu comentário é:
    eu tô aqui é pra deixar um abração pra você, Inagaki. :)

    R: Olá Ione, o nascido em 73 aqui deixa um abração pra você também! :D

  • http://trottolices.blogspot.com/ Trotta

    Parece que o video saiu do ar. Mas pobre Gerson, do meu São Paulo FC! Ficou marcado pra sempre!

    Me lembro bem do programa Cartão Verde, na copa de 94. Era ele, o Rivellino, o Luciano do Valle, se não me engano o SIlvio Luiz também… a nata da fanfarronice! Melhor mesa redonda que eu já vi! Hehehe!

    Abraço, Ina!

    R: Fala, Trotta! Acho que é a sua conexão que saiu do ar, já que o vídeo está funcionando perfeitamente, cumpadi. Aquelabraço!

  • http://senhoritarosa.wordpress.com srta. rosa

    É, você disse tudo. Mas a lei de Gérson não vale sempre… já a de Murphy, ô troço pra funcionar infalivemente!!!!
    Bezzos, querido!

  • http://attu.typepad.com/universo_anarquico/ tina oiticica harris

    Alexandre Inagaki:
    Lembro-me bem do comercial do Gérson, que fora ser viciado em tabaco sempre foi muito inteligente em outras decisões. E mais, o auge dda carreira do “Canhotinha de Ouro” foi no Botafogo de Futebol e Regatas, celeiro de astros para as seleções nacionais de outrora.
    Era um jogador cerebral e brilhante, que depois deu muita alegria ao SPFC, e ao Fluminense.
    Parabéns ao Guarani.

  • Mau

    Bugrino!? Meus pêsames… rs

    Eu cheguei a ver pequenino os comerciais do Vila Rica e por incrível que pareça o que mais me marcou foi o sotaque carioca carregado do Gérson… “Cerrrreto?”.

    Coisas da minha infância…

  • http://www.caracolles.blogspot.com Bruno

    É triste esta realidade, mas também acho que se ninguém começar a mudar, pelo menos fazendo sua parte, ainda que pequena, nada vai mudar. Óbvio. Tentar ser correto é uma febre que deveria pegar. Isto através de pequenas ações em que o ser humano fosse capaz de perceber sua mudança, tentando seguir com rigor. A coisa vai desde não pisar na grama até avisar o sujeito da frente que ele deixou cair do bolso uma nota de cinquenta reais.
    Abraço!

  • http://netnografando.wordpress.com Orlando Silva

    Pô Inagaki,

    como é que vc quer quer que eu não associe isto ao #safariurbano?

    “nem sempre vale a pena aceitar todas as propostas comerciais que vocês recebem.”

    R: Orlando, você só fez essa associação porque foi a campanha de impacto mais recente envolvendo a blogosfera. Não pense a curto prazo, meu caro. E tampouco levando em consideração unicamente blogs. Propostas comerciais são feitas para pessoas de todas as áreas.

  • http://www.circulando.com Cláudio Rúbio

    É cada marmota que aparece… Eita! :)

    Respire fundo, senhor.

    Um abraço.

    R: Sábias palavras, caro Cláudio. E como bem cantou Walter Franco, “tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo”. Aquelabraço!

  • http://outracarol.wordpress.com outra carol

    “Uma das poucas leis que são regiamente respeitadas no Brasil, ao lado da Lei da Gravidade, da Lei de Murphy”.. e da lei de Sturgeon. Lixo, lixo, lixo!
    Mas que bom que ainda existem os 10%, como esse blog. hehehe.
    Um beijo!

  • Pasti

    Inagaki, por acaso você é de Campinas? Torcer pro Guarani…

    R: Pasti, nasci lá, mas morei em Campinas por pouco menos de um ano. Da cidade, o único vínculo que restou foi minha torcida pelo glorioso Bugrão. :roll:

  • http://www.verbeat.org/blogs/stuckinsac Leila

    Bem, eu como já me entendia como gente na época desse comercial, antes mesmo de inventarem a expressão “lei de Gerson”, lembro que o que me incomodava mais no anúncio era a interpretação forçada dele, e aquele “Certo?” que as pessoas na época também imitavam, de forma debochada. Virou um bordão, do estilo muito comum dos programas humorísticos da época.

  • http://documentotupiniquim.com/ Fernando Cury

    hehehe… mto bom Inagaki!
    De fato, nosso canhotinha de ouro imortalizou o “jeitinho brazileiro” com esse slogan, mesmo que depois de descontextualizado.
    Grande Gerson! Grande texto! Grande Bugre… hehehe

Pense Nisso! Alexandre Inagaki

Alexandre Inagaki é jornalista e consultor de comunicação em mídias digitais. É japaraguaio, cínico cênico. torcedor do Guarani Futebol Clube e futuro fundador do Clube dos Procrastinadores Anônimos. Já plantou semente de feijão em algodão, criou um tamagotchi (que acabou morrendo de fome) e mantém este blog. Luta para ser considerado mais do que um rosto bonitinho e não leva a sério pessoas que falam de si mesmas na terceira pessoa.

Parceiros

Mantra

A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.
A vida é boa e cheia de possibilidades.